Acusado de aplicar mais de 40 golpes em Pádua é preso no Maranhão Allan Miguel de Lucena Medeiros, que é apontado como um dos líderes PCC, desapareceu com mais de 40 celulares de moradores de Pádua

Allan Miguel de Lucena Medeiros, que é apontado como um dos líderes PCC, desapareceu com mais de 40 celulares de moradores de Pádua

Fotos: Blog Alpanir Mesquita

Em outubro do ano passado o SF Notícias mostrou a angústia de mais de 40 moradores de Santo Antônio de Pádua que ficaram sem seus aparelhos celulares ao deixaram o mesmo com um suposto técnico. A “loja” funcionava em uma casa alugada pelo procurado na Rua São João Batista, no bairro Tavares.

Na época, a Polícia Civil informou que vários moradores procuraram a 136ª Delegacia de Pádua para registrar o desaparecimento do suposto técnico, mas muitas das vítimas, não tinham nota fiscal do aparelho.

A Polícia Civil havia informado ainda que um inquérito foi aberto para investigar o caso e tentar localizar o suposto técnico para que ele seja intimado para prestar depoimento. Porém, Allan Miguel de Lucena Medeiros, de 26 anos, natural do Rio de Janeiro, foi preso por policiais militares no última dia 30 em Vargem Grande, no Estado Maranhão.

Allan é apontado como um dos líderes do PCC no Maranhão. Ele foi preso juntamente com Romário da Conceição Araújo após a dupla ter praticado diversos assaltos no município de Vargem Grande.

Allan já havia sido preso em 2010 e em 2012. Ele seria primo de Luis Fernando Nascimento Ferreira, o Nando Bacalhau, que foi preso após passar anos sendo procurado pela PM do Rio. Nando era chefe do Morro do Chapadão, em Costa Barros, uma das áreas mais violentas do Rio.

 


Mais do SFn