quinta-feira , 27 junho 2019

Acusado de derrubar helicóptero da PM no Morro dos Macacos, no RJ, é condenado a 225 anos de reclusão Três policiais militares morreram na queda da aeronave, que foi derrubada durante um confronto entre traficantes e a polícia. Outros cinco ficaram feridos

Três policiais militares morreram na queda da aeronave, que foi derrubada durante um confronto entre traficantes e a polícia. Outros cinco ficaram feridos

Um dos acusados de derrubado a tiros um helicóptero da Polícia Militar, no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, em outubro de 2009, foi condenado a 225 anos de reclusão em regime inicialmente fechado.

A sentença foi dada pelo Conselho de Sentença do 3º Tribunal do Júri da capital ao traficante Luiz Carlos Santino da Rocha. Fabiano Atanásio da Silva e Magno Fernando Soeiro Tatagiba de Souza, que também seriam julgados nesta quinta-feira, dia 7,tiveram o julgamento adiado, assim como Leandro Domingos Berçot, que teve o processo desmembrado.

Três policiais militares morreram na queda da aeronave, que foi derrubada durante um confronto entre traficantes e a polícia. Outros cinco ficaram feridos.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, os quatro criminosos, com a ajuda de outros indivíduos não identificados, planejaram e participaram da invasão do Morro dos Macacos, hoje ocupado por uma UPP e, à época, dominado pela facção rival a deles. Ainda segundo o documento, os réus atacaram os policiais militares, que, por terra e na aeronave da corporação, tentavam impedir o confronto entre as quadrilhas.


Mais do SFn