Acusado de homicídio em Pádua é detido, mas liberado após prestar depoimento

Fotos: Vinnicius Cremonez/Arquivo
Fotos: Vinnicius Cremonez/Arquivo

O acusado de ter cometido um homicídio no último domingo (16)  em Santo Antônio de Pádua, onde Aroldo Salvino da Silva, de 41 anos, morreu após ser atingido por um golpe de facão na cabeça, foi encaminhado para a 136ª Delegacia Legal do município no final da noite desta segunda-feira (17).

Segundo informações da Polícia Civil de Pádua, foi feito o pedido de prisão preventiva de Carlos Luis de Almeida Guimarães, de 39 anos, mas como a justiça ainda não analisou o caso e nem expediu o mandado de prisão, ele que chegou por volta das 22h na delegacia, foi liberado minutos após confessar o crime ao prestar depoimento, e saiu da delegacia, como se nada tivesse acontecido, pela porta da frente.

Aroldo registrou um boletim de ocorrência, alegando que estava sofrendo ameaças de morte por parte de Carlos. Esse boletim foi feito horas antes do homicídio. Em seu depoimento, Carlos contou que tudo começou quando ele encontrou marcas de escada no terreno de sua casa, e que segundo ele, as marcas eram deixadas por Aroldo, que pulava o seu quintal.

Na noite do crime, Carlos contou que Aroldo foi até o portão de sua casa, provavelmente para pegar algo, e que ele não permitiu sua entrada, iniciando ali, uma discussão que se estendeu por mais 50 metros, percurso em que Aroldo correu tentado fugir, mas foi atingido com um golpe de foice na cabeça, e não resistiu aos ferimentos.

Segundo o acusado, a vítima teria lhe ameaçado de morte, dizendo que ia lhe dar uma foiçada; foi ai que Carlos pensou em matar Aroldo. “Antes que ele me mate, vou lhe matar”, disse o acusado em depoimento, onde também afirmou que ameaçou sua companheira de morte.

Após o homicídio, Carlos saiu do local e foi para o bairro Cidade Nova, mas durante a madrugada, voltou para sua casa, onde dormiu. A polícia agora aguarda que seja expedido o mandado de prisão para Carlos, que já possui passagem por latrocínio (roubo seguido de morte em 2001 na cidade de Bicas /MG) e enquanto isso não acontece, ele irá permanecer em casa, próximo ao local do homicídio.

delegacia pádua 7

SFn