Além de Pádua e Miracema, Cordeiro também terá colégio militar Em Cordeiro, unidade será em tempo integral, com as aulas sendo iniciadas provavelmente no mês de março. Inicialmente serão oferecidas vagas para o 1º ano do Ensino Médio

Em Cordeiro, unidade será em tempo integral, com as aulas sendo iniciadas provavelmente no mês de março. Inicialmente serão oferecidas vagas para o 1º ano do Ensino Médio

Colégio Militar em Miracema

O Governo do Estado vai inaugurar 11 colégios militares no início deste ano. Em nossa região, as unidades vão funcionar em Carmo, Cordeiro, Miracema e Santo Antônio de Pádua. As inscrições começam já no dia 21 deste mês, por meio do site Matrícula Fácil, através do www.matriculafacil.rj.gov.br. “Essas vagas serão abertas para atender alunos com vocação militar. É uma demanda da população”, disse o secretário Pedro Fernandes. Em outubro do ano passado o SF Notícias já havia divulgado que Miracema iria ter uma unidade cívico-militar. Naquela época o secretário de educação do município, Charles Magalhães, disse que a unidade será instalada onde funcionava a Escola Municipal Sônia do Amaral. O prédio passou por muitas obras – nos anos de 2017 e 2018 -, de pintura, troca de telhado, de reforma da quadra (que estava interditada há mais de 3 anos), ou seja, está pronto para a instalação do colégio militar, faltando apenas algumas pequenas mudanças. (continua após a foto)

Ainda de acordo com Charles, o colégio cívico-militar atenderá alunos (meninos e meninas) da cidade de Miracema e de cidades vizinhas, inclusive até de Palma, cidade mineira que faz divisa com Miracema. “O modelo que será implementado em Miracema, embora tenha novidades, já se sabe que será bilíngue e com forte foco em áreas esportivas. A proposta é, vagas para todos que quiserem, pois o colégio consegue receber até 540 alunos”, concluiu o secretário. Em Cordeiro, a unidade funcionará anexa ao Colégio Cenecista Santa Mônica, no centro da cidade. Segundo o prefeito Luciano Batatinha, respeitando os trâmites naturais e as datas do processo de implantação do projeto, o funcionamento da Escola Cívico-Militar será em tempo integral, com as aulas sendo iniciadas provavelmente no mês de março. Inicialmente serão oferecidas vagas para o 1º ano do Ensino Médio. Na última terça-feira, dia 14, o prefeito Luciano e sua vice-prefeita Maria Helena se reuniram com o secretário Pedro Fernandes para a assinatura do convênio entre Prefeitura e Governo Estadual.

Mais do SFn