dsfghjgyuygiu

Alternativas para o desenvolvimento do Estado são discutidas no Norte Fluminense

sadzfghfgjj
Fotos: divulgação

Impulsionar o crescimento econômico do estado do Rio por meio de um planejamento integrado entre diversos municípios. Essa foi uma das principais medidas defendidas durante o encontro do projeto Supera Rio, promovido pelo Fórum de Desenvolvimento Estratégico do Estado, órgão da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) realizado no campus da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) em Campos dos Goytacazes, nesta segunda-feira (20/06).

O deputado Bruno Dauaire (PR) afirmou que, para que a região volte a crescer, é necessário um planejamento efetivo de políticas e ações coordenadas entre municípios da região e o estado. O Norte Fluminense reúne nove cidades, responsáveis por 14,8% do PIB estadual, e tem 905 mil habitantes.

“Precisamos debater o crescimento ordenado do Norte do estado. Não há crescimento sem um projeto de desenvolvimento”, disse o parlamentar. Dauaire disse ainda que é preciso rever o pacto federativo. “Os municípios precisam de mais autonomia financeira”, afirmou. O Supera Rio já esteve em Nova Friburgo e ainda acontecerá em mais duas regiões do estado. Ao final de cada encontro é redigida uma carta com as propostas apresentadas durante a reunião.

retyujuyouioO deputado Geraldo Pudim (PMDB), defendeu o investimento no agronegócio como alternativa para a superação da crise econômica. “A retomada do desenvolvimento da nossa terra passa pela vocação da nossa região que está no agronegócio, na agricultura familiar. Essa é a grande indústria que o município de Campos tem. Nós temos duas estradas federais cortando a região, um aeroporto alfandegário e o Porto do Açu. Além disso, ainda temos capacidade técnica e possibilidade de buscar recursos. Precisamos investir nisso”, disse o deputado, que conduziu o evento.

Uma mesa de debates com a participação de lideranças, especialistas e a sociedade apresentou alternativas de desenvolvimento para a região. O presidente regional da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Fernando José Aguiar, defendeu a criação, preservação e adequação de zonas industriais e empresariais, além da adaptação da logística e da mobilidade urbana. “É necessário adequar a infraestrutura dos distritos e condomínios industriais existentes e criar um plano diretor regional de desenvolvimento, incluindo as inter-relações com outras regiões do estado”, destacou.

Segundo Aguiar, as potencialidades locais também precisam ser levadas em conta. “É preciso novos olhares para identificar potenciais e torná-los fontes de desenvolvimento econômico em harmonia com o perfil e as tradições produtivas locais”, disse o representante da Firjan.

O professor do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense, Linovaldo Miranda Lemos, propôs a implementação de um modelo de orçamento participativo. “Ele delega poder e amplia a participação da sociedade para além do período eleitoral, além de aproximar o cidadão dos administradores públicos”, explicou Linovaldo.

Os próximos eventos acontecerão em Itaperuna (24/06) e Cabo Frio (27/06). As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo telefone (21) 2588-1352 ou pelo e-mail forumdedesenvolvimento@alerj.rj.gov.br

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *