segunda-feira , 24 fevereiro 2020

Amor ao próximo: Conheça o projeto e o morador que instalou um bebedouro no portão de casa Ideia surgiu através da história dos antigos moradores e da oração

Ideia surgiu através da história dos antigos moradores e da oração

Fotos: SF Notícias

Nos últimos dias, a história de um morador de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, noticiada pelo SF Notícias, que instalou um bebedouro no portão de casa, repercutiu nas redes sociais.

O morador que praticou o ato de amor ao próximo, é o Jersey James, de 36 anos. Natural de Saquarema, na Região dos Lagos, ele se mudou para a casa na rua São José há seis meses e foi através da história dos antigos moradores e da comunhão com Deus, que surgiu a ideia de instalar o bebedouro.

Antes de Jersey, viviam na casa o senhor Carmo Marcicano e sua esposa Ida de Assis Marcicano, já falecidos. Quando Jersey alugou a residência, a filha de Carmindo, como era conhecido, contou ao novo morador o costume de seu pai, de dar água àqueles que passavam pelo local. “O antigo morador daquela casa já tinha isso como projeto de vida. Ele se converteu e começou a fazer esse trabalho, junto à família com um filtro de barro” – contou Jersey.    

O trabalho começou há 65 anos e mesmo após o falecimento da esposa, Carmindo continuou a servir água à sombra da árvore até falecer no ano passado, com 95 anos. Ele foi um dos primeiros moradores da rua. Para Jersey, foi muito bonito dar continuidade ao trabalho. Além da inspiração no idoso, Jersey, que é cristão, conta que teve a ideia através da oração.

“Como cristão eu tenho um parâmetro de conduta. Existem pessoas ali com dificuldades para subir o morro, que é muito íngreme, como gestantes e hipertensos. Ao ver essas pessoas eu senti desejo de ajuda-las. Eu vislumbrei através de oração a possibilidade de colocar um bebedouro. Precisei estar meditando a palavra do Senhor para surgir essa ideia”.

Jersey instalou o bebedouro, o suporte para copos e colocou uma lixeira no local.

Após instalar o bebedouro e também colocar uma bíblia no local, Jersey ficou conhecido na cidade. “Repercutiu de uma maneira muito positiva, muitos comentam, compartilham nas redes sociais. Também vemos como as pessoas estão carentes de fazer o bem” – disse.

Segundo ele, muitos moradores param para agradecer. “Tem sido de uma graça muito grande, porque as pessoas param ali debaixo da árvore, louvam a Deus, leem a bíblia, que eu coloquei para que chamasse quem passa por lá. Vivemos em um mundo que se não tivermos Deus estamos perdidos”.

Sobre o sentimento de gratidão de quem passa e faz uso do bebedouro ele afirma: “Me sinto fazendo a vontade de Deus e sendo grato a Ele. Eu muita das vezes via as pessoas subindo e não me importava, por isso precisamos estar em comunhão com Deus para que ele possa nos alertar”.

Jersey pretende dar continuar o trabalho de ajuda ao próximo com uma amiga, a Manô. Juntos eles pretendem solucionar o problema de cães espalhados pela cidade, dos quais muitos acabam atacando os moradores.

Baixe agora o aplicativo do SFn no seu celular! https://goo.gl/w4WvaY.

Mais do SFn