quarta-feira , 22 novembro 2017

Anvisa aprova registro de medicamento produzido à base de maconha Medicamento para o tratamento espasticidade relacionada à esclerose será vendido com tarja preta na rotulagem

Medicamento para o tratamento espasticidade relacionada à esclerose será vendido com tarja preta na rotulagem

Foto: reprodução

Pela primeira vez no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro de um medicamento produzido a partir da Cannabis sativa, a maconha.

O Mevatyl®, já é registrado em outros 28 países, e é indicado no tratamento sintomático da espasticidade moderada a grave relacionada à esclerose múltipla, sendo destinado a  adultos não responsivos a outros medicamentos antiespásticos, e que demonstram melhoria clinicamente significativa dos sintomas durante um período inicial do tratamento com o medicamento.

Dados de estudos clínicos apontam a ocorrência de dependência do Mevatyl® é improvável. O remédio será comercializado com tarja preta na rotulagem e sua dispensação ficará sujeita a prescrição médica por meio de notificação de receita. O Mevatyl® não é indicado para o tratamento de epilepsia, pois o THC, uma de suas substâncias ativas, possui potencial de causar agravamento de crises epiléticas.


Mais do SFn