sexta-feira , 22 setembro 2017

Aparecimento de lobo-guará em Macaé encanta e preocupa zoólogos Tema virou um artigo, que traz dados sobre animais que foram atropelados e encontrados com marcas de tiro

Tema virou um artigo, que traz dados sobre animais que foram atropelados e encontrados com marcas de tiro

Fotos: Divulgação

Grande canídeo silvestre de pernas longas e negras, um ícone do Cerrado do interior do país e uma espécie ameaçada de extinção, o lobo-guará vem aparecendo na cidade de Macaé. O fato encanta os biólogos, mas por outro lado gera uma grande preocupação.

A aparição desses animais resultou em um artigo do Boletim da Sociedade Brasileira de Mastozoologia, escrito pelo professor de graduação, mestrado e doutorado, o zoólogo Pablo Rodrigues. No estudo, foram reunidos dados do monitoramento de animais atropelados na BR-101, RJ-162 e RJ-168, um dos maiores motivos de preocupação.

No período de 2013 a 2015, pelo menos sete lobos foram vistos pela região. O trecho mais perigoso, segundo o estudo, fica entre os Kms 154 e 157, próximo à Usina Termoelétrica Norte Fluminense e ao Rio Macaé. 

Outro fato preocupante, é que os animais não têm uma recepção amigável pela população, já que dois apresentavam marcas de tiro, de acordo com o artigo, e ao contrário do que se pensa sobre lobos, esta espécie é tímida, se alimenta de frutos e pequenos roedores e não apresenta ameaça para o gado.

A Prefeitura de Macaé orienta que aqueles que virem um lobo nestas áreas podem entrar em contato com a Guarda Ambiental (22) 99701-9770 ou com a Sema (22) 2772-3571 e 2772-3597, e dar informações para que os animais sejam resgatados e ajudados em caso de acidente ou ferimentos.


Mais do SFn

SFn