policia civil operação coroados 4

Apocalipse: traficantes usavam espaços públicos em S.Fidélis

policia civil operação coroados 3
Fotos: Matheus Almeida

Duas áreas públicas bastante movimentadas eram usadas por grupos criminosos desarticulados na operação “Apocalipse II”, sendo uma delas,  o Ginásio Poliesportivo Dr. Roberto Petrucelli, na Vila dos Coroados, onde segundo as investigações, existia a maior concentração de operação apocalipse coroados rtusuários. Ao redor do ginásio é possível encontrar pichações que fazem apologia a facções criminosas.

Segundo o delegado titular da 141ª Delegacia Legal, Dr. Rodrigo Maia, os usuários faziam contato com os presidários que ligavam para os chefes dos quatro grupos desarticulados, e os chefes passavam a coordenada de onde os usuários poderiam pegar as drogas, que eram sempre transportadas em pequenas quantidades, para caso alguém fosse abordado por policiais, fosse autuado apenas como usuário, sendo liberado em seguida.

Os grupos recebiam as drogas e procuravam enterrar os produtos, dificultando apreensões policiais. As drogas eram então embaladas em pequenas porções, pesadas em balanças de precisão e distribuídas entre vários integrantes responsáveis pela venda no varejo, inclusive mulheres e adolescentes, usados para o transporte dos entorpecentes a fim de evitar abordagem policial.

Nas escutas usadas durante um ano e meio de investigação, os criminosos falavam que a droga estava entocada e enterrada no mato, e com isso, impossibilitou a polícia de localizar o material, mas as investigações continuam. Outro local usuado pelos traficantes era a rodoviária, no Centro de São Fidélis.

operação apocalipse 29A operação “Apocalipse II” teve o objetivo de desarticular o tráfico de drogas no município. Foram denunciadas à Justiça 71 pessoas, integrantes de quatro grupos distintos, pela prática de crimes que variam entre tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção de menores e lavagem de dinheiro. Constam na denúncia líderes dos grupos que comandam o comércio ilegal de dentro do presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes.

Dos 71 denunciados, a Justiça decretou a prisão preventiva de 27. Ainda de acordo com o delegado, as investigações continuam contras os demais, e a justiça vai determinar se a prisão deles será ou não decretada, e podem responder por tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Polícia Civil deflagra operação operação “Apocalipse II” em São Fidélis

policia civil operação coroados 2

SFn