Após 9 meses, família de São Fidélis segue sem notícias de caminhoneiro desaparecido Everaldo Coutinho Fontes fazia o transporte de uma carga de carvão da Bahia para Campos, onde desapareceu

Everaldo Coutinho Fontes fazia o transporte de uma carga de carvão da Bahia para Campos, onde desapareceu

Fotos: arquivo

Já se estende por nove meses o drama de uma família de São Fidélis, que desde o dia 16 de maio do ano passado não tem notícias de Everaldo Coutinho Fontes, de 44 anos. O caminhoneiro fazia o transporte de uma carga de carvão da Bahia para Campos e retornaria para Bahia para pegar uma nova carga de carvão que também seria entregue na cidade campista, mas ele desapareceu.

No dia 22 de maio o caminhão de Everaldo foi encontrado sendo pintado em uma oficina na localidade de Travessão, em Campos. Lá, a polícia foi informada de que um rapaz chegou ao local a mando de Everaldo pedindo para que fosse feito o serviço de pintura do caminhão. O veículo estava com o chassi remarcado e com a placa e a cor adulterada. Os policiais também encontraram a carga de carvão que ele estava transportando.

Em julho do ano passado, uma ossada humana foi encontrada em uma fazenda na estrada do Limão, na divisa entre Campos e São Francisco de Itabapoana. Há suspeita de que seja de Everaldo e segundo a família o material para fazer o exame já foi encaminhado para o Rio de Janeiro, mas já faz mais de cinco meses que eles aguardam o resultado.

A família e amigos acreditam que o caminhoneiro possa ter sido roubado e não perdem as esperanças de encontrá-lo vivo. Nas redes eles compartilham informações sobre Everaldo e pedem ajuda para encontrá-lo.

Através de uma publicação a esposa dele desabafou lamentando seu desaparecimento: “Jesus, por favor, traz meu amor de volta traz notícia dele pra mim, tira está angústia de dentro do meu coração eu te amo volta pra mim Deus me ajuda aonde tiver traz ele acaba com meu sofrimento senhor”. Aqueles que tiverem alguma informação sobre o caminhoneiro podem entrar em contato pelo número (22) 99234-9550 ou (22) 99930-7420.


Mais do SFn