sexta-feira , 15 novembro 2019

Após anos abandonada, RJ-160 começa a receber obras; trânsito ficará em “pare e siga” por seis meses Serão realizados serviços de recapeamento (implantação de asfalto novo), entre os Kms 14 e 42, e de manutenção do revestimento asfáltico, entre os Kms 42 e 51,8. O valor da obra é R$ 9.590.566,89

Serão realizados serviços de recapeamento (implantação de asfalto novo), entre os Kms 14 e 42, e de manutenção do revestimento asfáltico, entre os Kms 42 e 51,8. O valor da obra é R$ 9.590.566,89

Após anos e anos de total abandono, a esburacada RJ-160, entre Cantagalo e Carmo, finalmente começou a receber uma intervenção por parte do estado, através do Departamento de Estradas de Rodagem. Segundo o DER-RJ, as intervenções vão durar, no mínimo, seis meses. Durante esse período, os motoristas devem ficar atentos a dicas para minimizar os efeitos causados pelos trabalhos na via, já que, em alguns trechos, o trânsito ficará em meia pista, com adoção do sistema “Pare e “Siga”. O SF Notícias já mostrou por diversas vezes a situação precária da rodovia (veja o vídeo abaixo). É buraco pra todo lado. O motorista que usa a RJ-160 precisa escolher por qual buraco ele vai passar, já que em muitos trechos, eles ocupam todo o asfalto. Caminhoneiro há dez anos, o Maycon Omecias precisa passar pela estrada pelo menos oito vezes por mês. Desde 2011 a rodovia passou a ser uma de suas rotas. “Eu nunca via uma grande obra nela. Sempre o famoso tapa-buracos. Ela sempre foi uma rodovia problemática. Essa questão dos buracos, de dois anos pra cá que se agravou mais”, disse. (continua após o vídeo)

Ainda de acordo com o DER-RJ, as ações na via serão realizadas em horário comercial, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Os operários trabalharão em trechos alternados, ao longo de um perímetro de 37,8 Kms da RJ-160, o equivalente a 72% da extensão total da rodovia. Serão realizados serviços de recapeamento (implantação de asfalto novo), entre os Kms 14 e 42, e de manutenção do revestimento asfáltico, entre os Kms 42 e 51,8. Para evitar eventuais problemas no trânsito, o motorista poderá optar por rotas alternativas. Para quem sai ou quem chega de Nova Friburgo, por exemplo, uma das sugestões é utilizar, sempre que necessário, a RJ-130 (Friburgo-Teresópolis) até a BR-393. Outra opção é acessar a RJ-144, no município de Duas Barras, até a cidade de Carmo.

Dentro do cronograma previsto, as melhorias estão sendo feitas, esta semana, no trecho considerado mais crítico – entre o Km 36, em Córrego da Prata, e o Km 42, em Serra dos Quatis, no município de Carmo -, com serviços de recapeamento. A programação da semana que vem ainda será divulgada pelo Departamento de Estradas de Rodagem nos meios de comunicação. “Essas obras serão muito importantes para a economia da Região Serrana, pois vão proporcionar mais segurança às estradas e beneficiar o turismo local”, afirma o presidente do DER, Uruan Cintra de Andrade.

Mais do SFn