quarta-feira , 19 dezembro 2018

Após anos sendo atendida por veículos sucateados, população de São Fidélis ganha ambulâncias novas O sucateamento das ambulâncias se agravou nos últimos meses, chegando ao ponto de todas pararem com defeito. Uma das ambulâncias, a porta era fechada com ajuda de uma atadura

O sucateamento das ambulâncias se agravou nos últimos meses, chegando ao ponto de todas pararem com defeito. Uma das ambulâncias, a porta era fechada com ajuda de uma atadura

Fotos: Prefeitura

Finalmente as novas ambulâncias chegaram. Uma semana após as publicações do SF Notícias, três novas ambulâncias chegaram a São Fidélis. Elas saíram de São Paulo ontem e chegaram hoje na “Cidade Poema”. São dois veículos de suporte avançado. Essas duas devem atender a população da área urbana. A Prefeitura ainda não informou quando elas vão começar a atender a população, e nem se outras novas ambulâncias serão adquiridas para atender aos distritos.

Nesses últimos anos, principalmente nos últimos meses, o sucateamento das ambulâncias do município foi se agravando, até chegar ao ponto em que as três únicas que ainda resistiam tiveram que ficar paradas, com defeito.

continua após a foto

O SF Notícias mostrou por diversas vezes os problemas das ambulâncias. Mostramos que as viaturas apresentavam diversos problemas. Uma delas não tem ignição, e só funciona com ligação direta. “Os motoristas encostam um fio no outro pra ligar. Eu mesmo já ajudei empurrar a ambulância na rua pra funcionar”, conta um funcionário.

Outros funcionários relataram outros problemas como: para-brisa quebrado, pneus carecas, portas amarradas com ataduras, falta de equipamentos e materiais. Outra ambulância só possui farol alto, colocando em risco outros motoristas por conta da visibilidade. A questão da atadura foi confirma por moradores em postagens nas redes sociais. Segundo as postagens, a viatura, que seguia com paciente para o hospital, passava pela Praça Guilherme Tito de Azevedo quando a porta abriu pelo menos duas vezes.

“Na semana passada, de noite, eu estava na Praça e a ambulância passou para o Hospital com a sirene ligada. Na frente a Matriz a porta de trás abriu e algumas pessoas gritaram. O motorista deu uma paradinha e um rapaz correu e fechou a porta. Logo na esquina abriu outra vez. Tinha duas pessoas e lá se foi até o Hospital com a porta aberta. Achei um absurdo!”, postou uma moradora.

Outro funcionário lembrou que há alguns meses, foi realizado um parto dentro da ambulância, nas proximidades da usina Santa Cruz, na RJ-158. Segundo ele, a viatura parou no meio da estrada, toda apagada, a gestante entrou em trabalho de parto durante a transferência. Mostramos também que pelo menos duas pessoas morreram no Angelim esperando por uma ambulância.

Também mostramos o susto que uma criança, vítima de um grave acidente passou. Após perder a mãe no trágico acidente, ela foi transferida do Armando Vidal para o Ferreira Machado, mas no meio do caminho a ambulância pegou fogo.

Após as publicações feitas pelo SF Notícias no último final de semana, a Prefeitura finalmente se pronunciou, através da Secretaria Municipal de Saúde. “Diante das necessidades apresentadas, inserimos no orçamento de 2018, recurso Municipal para aquisição de duas Ambulâncias de Suporte Avançado e o Prefeito conseguiu uma emenda parlamentar para aquisição de uma Ambulância de Suporte Básico. Em Maio de 2018 iniciamos uma aquisição de três ambulâncias, o contrato foi homologado no dia 06 de setembro, através da Adesão da Ata do Governo Federal, que possui um prazo de entrega de 120 dias”, diz a nota publicada pela secretaria Bruna Araújo.


Mais do SFn