sexta-feira , 18 outubro 2019

Após decisão judicial, jornais são usados para tapar partes de outdoor de Bolsonaro em Pádua A Justiça tem tomado decisões diferentes quanto a instalações dos outdoor em vários pontos do Brasil. O vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral rejeitou um pedido do Ministério Público para retirar outdoors de apoio ao deputado federa na Bahia

A Justiça tem tomado decisões diferentes quanto a instalações dos outdoor em vários pontos do Brasil. O vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral rejeitou um pedido do Ministério Público para retirar outdoors de apoio ao deputado federa na Bahia

Outdoor foi colocado no último sábado

Após decisão da 34ª Zona Eleitoral de Santo Antônio de Pádua, jornais foram usados para descaracterizar o outdoor colocado em apoio a candidatura presidencial do Deputado Federal Jair Bolsonaro.

No último sábado (24/03) o SF Notícias mostrou que o outdoor havia sido colocado pelo grupo “Conservadores Pádua e Região” no bairro Arraialzinho, próximo ao 36º Batalhão de Polícia Militar. Foi o próprio grupo que usou jornais para tapar algumas partes, onde havia o nome e a foto de Jair Bolsonaro.

Além da imagem do deputado, o outdoor também traz o texto “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos. Bolsonaro. Pela honra, moral e ética”. O grupo disse que recorreu da decisão e que aguarda o posicionamento do TSE.

Na semana passa um outdoor também foi colocado em Itaperuna, mas retirado 24h depois da instalação após uma decisão da Justiça. Essa não foi a primeira vez que um outdoor com a imagem do deputado foi colocado em Itaperuna. Em julho do ano passado, em forma de protesto, estudantes do Instituto Federal Fluminense colocaram um outdoor a favor de Bolsonaro um dia antes de uma palestra do também deputado Jean Wyllys.

A Justiça tem tomado decisões diferentes quanto a instalações dos outdoor em vários pontos do Brasil. Na Bahia, por exemplo, o vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, rejeitou um pedido do Ministério Público para retirar outdoors de apoio ao deputado federal no interior da Bahia. O órgão apontava suposta propaganda eleitoral antecipada em painéis localizados em Paulo Afonso, Glória e Santa Brígida, nos quais aparecia a foto do parlamentar. Na decisão que liberou os outdoors, Fux citou trecho da lei eleitoral que considera não haver propaganda na menção à pretensa candidatura ou na exaltação das qualidades pessoais dos pré-candidatos.

Mais do SFn