segunda-feira , 24 setembro 2018

Após extensa votação, Câmara dos Deputados rejeita denuncia contra o Presidente Michel Temer Eram necessários 342 votos contra o parecer da CCJ para que o Presidente fosse processado por crime comum pelo STF

Eram necessários 342 votos contra o parecer da CCJ para que o Presidente fosse processado por crime comum pelo STF

Fotos: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O Plenário da Câmara dos Deputados votou nesta quarta-feira (25) de forma nominal ostensiva, a favor do parecer da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) que recomendava a rejeição do pedido de autorização para o Supremo Tribunal Federal (STF) processar, por crime comum, o presidente da República, Michel Temer, e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).

Durante a votação da autorização, os parlamentares se pronunciaram sobre o relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG). Os favoráveis a abertura do processo se pronunciaram contra o parecer (“não”). Os que foram a favor de rejeitar a autorização votaram (“sim”) a favor do relatório.

A denúncia acusa os ministros e o presidente da República por organização criminosa. Temer também é acusado de obstrução da Justiça. Todos negam as acusações.

Para autorizar a abertura do processo, eram necessários 342 votos contra o parecer. Em 2 de agosto, o Plenário também rejeitou, por 263 votos a 227 e 2 abstenções, a primeira denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Michel Temer, por crime de corrupção passiva.

Os deputados aprovaram o relatório por 251 votos a 233, havendo 25 faltas e 02 abstenções.


Mais do SFn