quinta-feira , 14 dezembro 2017

Após fazer rifa e pagar a própria transferência de clube, goleiro fidelense é inscrito no Campeonato Carioca Marco Antônio vendeu 110 rifas por R$ 10,00 cada e pagou a própria transferência

Marco Antônio vendeu 110 rifas por R$ 10,00 cada e pagou a própria transferência

Jogador fez rifa com uma camisa do Paduano

Cinco meses treinando, treinando e treinando sem poder jogar. Uma longa espera que pode terminar já na próxima rodada da séria C do Campeonato Carioca. Desde que deixou o Rio Branco – do Espírito Santo – para jogar no Paduano, o goleiro fidelense Marco Antônio não disputa uma partida oficial. Foram apenas alguns amistosos na fase de preparação.

Sem dinheiro em caixa, o Paduano não conseguiu pagar a transferência de Marco Antônio, no valor de R$ 1.100, algo considerado muito pouco para alguns times, mas que para clubes do interior do Estado, que não possuem muita estrutura e patrocínios, é um valor bem alto. Com a dívida em aberto, Marco Antônio não pôde ser inscrito na competição.

Sem conseguir pagar, o presidente do Paduano, Rômulo Vieira, sugeriu uma inovação. ‘Ele [Rômulo] me chamou e disse: você não consegue fazer uma rifa?’

Marco Antônio aceitou a ideia e foi em busca do objetivo, que é jogar futebol. O Paduano deu uma camisa para o goleiro que fez 110 rifas e começou a vender cada uma por R$ 10,00. Todas foram vendidas e o valor necessário para pagar a transferência foi arrecadado e o atleta finalmente foi inscrito no campeonato.

Marco Antônio poderia ter sido escalado no final se semana contra o União de Marechal, jogo em que o Paduano venceu por 2 a 1, mas por um erro da federação, o nome dele não apareceu no site da Confederação Brasileira de Futebol. Com tudo resolvido, Marco Antônio já está disponível para atuar pelo Paduano.


Mais do SFn