sexta-feira , 9 dezembro 2016
capotagem na RJ 158 em São Fidélis foto Vinnicius Cremonez 7

Após manifestações, DER vai avaliar condições de trafegabilidade da RJ-158

manifestacao-iterere-7
Fotos: Matheus Berriel

Após os moradores de Itereré terem fechado a RJ-158 por dois dias seguidos em protestos pelo grande número de acidentes ocorridos no trecho entre Campos e São Fidélis, o Departamento de Estradas e Rodagens (DER-RJ) informou que vai mandar uma equipe para avaliar as condições manifestacao-iterere-ygde trafegabilidade da rodovia.

Durante as manifestações, os moradores questionaram a existência de um desnível que está provocando acidentes, como o ocorrido na tarde do último domingo (18/09).  Um dos moradores conversou com o repórter Matheus Berriel.  “As manifestações são motivadas manifestacao-iterere-4pelos vários acidentes com mortes, alguns com carros entrando nas nossas residências. Ontem (domingo) foi o cúmulo. O carro desviou de uma lombada feita pelo Governo do Estado, e nós tivemos que socorrer a menina de 17 anos. Quando acabamos de tirar ela, o carro explodiu. No acidente anterior, eu socorri uma criança que teve um corte profundo, ainda bem que não morreu”, disse Robson Pereira, de 35 anos.

Ainda de acordo com o Departamento de Estradas e Rodagens, diante da grave crise financeira que afeta especialmente o Estado do Rio de Janeiro e, da consequente limitação orçamentária, apenas intervenções emergenciais serão realizados, como os reparos necessários, incluindo tapa-buracos e limpeza de pista.

Nesta segunda-feira a rodovia ficou fechada por mais de três horas. Vários ônibus com estudantes de São Fidélis e outros município, que seguiam para faculdades em Campos, tiveram que retornar. Equipes da Polícia Rodoviária Estadual e do Corpo de Bombeiros foram ao local.

O acidente 

zagfhfghfghTrês pessoas ficaram feridas após um carro bater em uma árvore e pegar fogo. A motorista, identificada como C.C.S.M.R., de 34 anos, teria perdido o controle do veículo ao passar por um desnível. Além dela, as duas filhas também estavam no automóvel.

A adolescente T.C.C.R., de 17 anos, sofreu uma fratura exposta na perna direita. Ela passou por cirurgia e permanece internada em estado regular na UTI do Hospital Ferreira Machado. A menina ficou presa nas ferragens e precisou ser retirada por populares antes da chegada dos bombeiros, pois o carro começou a pegar fogo. Já C.C.S.M.R., de 34 anos, e sua outra filha, de três anos, receberam altas.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *