segunda-feira , 9 dezembro 2019

Após temporal em São Fidélis, Defesa Civil faz vistorias e equipes atuam na limpeza do município Cidade amanheceu coberta de muita lama e lixo após o temporal desse domingo; três famílias ficaram desalojadas, mas já foram liberadas para retornar às residências

Cidade amanheceu coberta de muita lama e lixo após o temporal desse domingo; três famílias ficaram desalojadas, mas já foram liberadas para retornar às residências

Fotos:  SF Notícias / Caio Fotografias

A segunda-feira (02/12) está sendo marcada por um mutirão de limpeza e avaliação dos danos provocados pelo forte temporal que atingiu São Fidélis, no Norte Fluminense, neste domingo. Após a água baixar, uma grande quantidade de lixo e lama ficou acumulada pelas ruas da cidade. Houve alagamentos no Centro – em trechos da Avenida 7 de Setembro, Frei Vitório, Frei Ângelo, Avenida Paranhos, Rua do Sacramento, Rua Euclides da Cunha (Beira-rio), entre outras -, na Vila dos Coroados – onde o valão, que passa na localidade conhecida como Cabuqueiro, transbordou -, no Santa Terezinha, na Ipuca, na Penha, no Barão de Macaúbas, na Gamboa, no Barreiro, além do transbordamento do valão Catarina, que alagou ruas próximas à ‘pracinha do Erasto’. A água também invadiu casas, estabelecimentos comerciais e até o pátio do Destacamento 2/5 do Corpo de Bombeiros e a sede do Sistema Único de Saúde (SUS). (Continua após a publicidade)

Pela manhã, a Defesa Civil e o engenheiro Adriano Maia estiveram no bairro São Vicente, na Rua Reis Magos, avaliando a estrutura de uma residência, pois o muro e a calçada localizados na subida da rua, acabaram desabando. Após a avaliação, os moradores, que estavam desalojados, foram liberados para retornar à casa, e receberam orientações para evitar mais danos ao imóvel. A entrada de algumas casas ficou coberta de destroços e muita lama (veja nas fotos). Em seguida, a equipe se dirigiu para a beira-rio, onde variás crateras se formaram após o calçamento ter cedido. Grande parte do muro do antigo parquinho, ainda na beira-rio também caiu. (Reveja AQUI).

A Defesa Civil e o engenheiro também estiveram no Cemitério Municipal e em duas residências na Ipuca. Ao todo, três famílias ficaram desalojadas, mas as mesmas já retornaram para suas residências. Já os funcionários da Secretaria de Obras e Urbanismo, e da secretaria de Serviços Públicos estão mobilizados na limpeza de vários pontos da cidade, com auxílio de caminhões pipa, caminhão caçamba e uma retroescavadeira. Moradores também estavam mobilizados na limpeza de suas casas e calçadas, e comerciantes, de seus estabelecimentos.

Mais do SFn