qsddfghgjjk

Após temporal, moradores tentam voltar à rotina em Pádua

aqwdfghyyiu
Fotos: Mauro / Mateus Oliveira

A cidade de Santo Antônio de Pádua começa a voltar ao normal após a forte chuva que atingiu o município no final da noite de segunda-feira(30).

Durante conversa com nossa equipe por telefone, o agente de Defesa Civil do sddfgyhujoiuoipmunicípio, Samuel Alves, disse que todos os transtornos teriam sido provocados por uma tromba d’ água que caiu no distrito de São Pedro.

Além dele, os distritos de Boa Nova, Mangueirão, Santa Cruz, Mangaratu, e o bairro Cidade Nova foram afetados pela cheia. Após obras emergenciais, a RJ-186, entre Pádua e Pirapetinga, foi totalmente liberada.

De acordo com o levantamento preliminar da Defesa Civil, mais de três mil pessoas foram afetadas, e 250 pessoas estão desalojadas. O relatório diz ainda que ninguém está desabrigado, pois quem precisou, foi para casa de parentes ou amigos.

Desde a manhã de ontem, o prefeito de Pádua, Josias Quintal de Oliveira, junto com alguns secretários acompanha de perto os trabalhos e espera que em poucos dias a vida daquela região volte ao normal.

sdafghjhkEm relação a ponte que desabou no final da tarde de ontem, no bairro Cidade Nova, Josias Quintal informou que vai correr atrás de recursos o mais rápido possível para solucionar esse problema, mas como medida emergencial, irá providenciar a construção de uma passarela, para diminuir os transtornos dos que passam por aqui diariamente.

qdgfhjuio“Sabemos que as perdas materiais são grandes, mais agradecemos a Deus por não termos vítimas fatais. A tragédia foi grande, e realmente temos muito que trabalhar. Temos recebido apoio de vários lugares, ligações de todo o estado. O Governador Luiz Fernando Pezão se colocou a disposição para ajudar e certamente iremos acdfvghgjhjkprecisar desse apoio”, disse Josias, que preferiu não decretar situação de emergências, pois a prefeitura estaria conseguindo atender a população.

Em alguns locais, a água chegou a atingir a marca de dois metros dentro das casas, deixando muitas pessoas desabrigadas. Muitos foram surpreendidos pela água enquanto dormiam, e perderam tudo. A Escola Municipal João Mauricio Brum, no distrito de Boa Nova, o que mais foi castigado pela enxurrada, se transformou em ponto de recebimento de doações.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social está fazendo o levantamento do número de atingidos, bem como distribuindo cestas básicas e colchões, além de água mineral e roupas. Você também pode doar.

A Defesa Civil pede aos moradores que evitem locais de risco, tais como encostas, barrancos e locais próximo aos córregos da região e coloca o telefone 199 a disposição da população para maiores informações.

enchente em paua 11

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *