quarta-feira , 20 novembro 2019

Atendendo aos sábados pelo SUS em São Fidélis, médico surpreende pacientes ao oferecer lanche Segundo o ginecologista, como as pacientes chegam muito cedo para pegar ficha e os atendimentos terminam a noite, muitas reclamavam de fome

Segundo o ginecologista, como as pacientes chegam muito cedo para pegar ficha e os atendimentos terminam a noite, muitas reclamavam de fome

A atitude de um médico que atende no SUS de São Fidélis chamou a atenção de pacientes e funcionários da unidade neste sábado (18/05). Ele ofereceu um lanche para as mulheres que iria atender, um ato que segundo o ginecologista vai se repetir nas próximas consultas.

Ao SF Notícias, Genilson Gomes Carneiro Filho relatou que a ideia do lanche/café da manhã surgiu, pois, algumas pacientes reclamavam de fome, já que chegam muito cedo para pegar a ficha e os atendimentos acabam só à noite.

“O café da manhã, mais um lanche, vem do fato de que todos os dias de ambulatório acabam tradicionalmente tarde, por volta das 22 horas, e uma reclamação recorrente era a fome. Por isso tive a ideia de em todas as consultas agora ter esse lanchinho. Que foi sim financiado por mim” – conta o ginecologista. 

Natural de São Fidélis e médico desde 2015, Genilson foi aprovado em um concurso público do município, e atua como ginecologista desde o início de 2018. “Me formei na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e faço residência médica na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Escolhi ginecologia por ser uma especialidade que se relaciona com o nascimento – obstetrícia -, mas acabei me apaixonando pela parte do tratamento ambulatorial e em especial as cirurgias” – relata.

Não foi só o lanche/café da manhã que surpreendeu as pacientes do Dr. Genilson. O fato dele atender aos sábados também chamou a atenção. “Nunca tinha visto um médico atender pelo SUS aos sábados, pelo menos aqui em São Fidélis”, disse uma paciente.

Dr. Genilson disse que a ideia de atender aos sábados começou com a campanha do Outubro Rosa do ano passado, que foi em um sábado, e segundo ele, foi bem aceito pelas pacientes. “Nunca vi nenhum médico atender no sábado. Isso foi bem aceito por ser um dia em que muitos não trabalham e podem vir ao médico” – afirma o médico, que atende em média 50 pacientes em cada sábado.

Antes, o ginecologista, que mora no Rio e se desloca para o município todos os sábados para atender, atuava como clínico geral na Penha. Questionado sobre o que faz com que as pacientes gostem do seu atendimento ele afirma: “Acredito que em primeiro lugar é a capacidade técnica. Em cada caso busco estudar e trazer a melhor resolução e mais atualizada. Segundo lugar, tenho uma boa equipe, que todos da minha família e a minha auxiliar; e principalmente o amor. Atendo todos com amor” – finalizou.

Mais do SFn