segunda-feira , 22 outubro 2018

Atraso em obras prejudicam moradores do Santa Terezinha em São Fidélis

Fotos: Manuela Escalla
Fotos: Manuela Escalla

Iniciada em  17 de fevereiro deste ano e com previsão de conclusão em 17 de agosto, a obra de calçamento em paralelepípedo e drenagem de águas pluviais do loteamento Santa Terezinha, está chegando a quatro meses de atraso, e com isso, os moradores da rua estão sofrendo as consequências de uma obra que deveria ser a solução de seus problemas.

Depois da forte chuva que atingiu São Fidélis no último domingo, parte de duas ruas que ainda estão sem o calçamento, ficaram completamente alagadas, assim como as demais ruas que já receberam o calçamento. Segundo os moradores, os bueiros ficaram entupidos após a força da água carregar terra e outros materiais da obra para dentro deles.

Ainda de acordo com os moradores que não quiseram se identificar, esta obra tem sido paralisada por várias vezes e com isso vem trazendo problemas, principalmente neste período chuvoso. Essa é a única rua de entrada e saída do mais novo bairro da cidade, e toda vez que chove e alaga, os moradores ficam presos.

obras no Santa Terezinha fotos Vinnicius Cremonez 3“Já perdemos a esperança de que esta obra termine”, disse uma moradora.

Em entrevista para a nossa reportagem, o vice prefeito de São Fidélis Magno Rocha, afirmou que essas melhorias têm sofrido esse atraso devido a demora nas análises de medições por parte da Caixa Econômica, que após a prefeitura enviar os documentos necessários para a mesma, a Caixa tem demorado para liberar as informações para que posteriormente seja repassado para Brasília, e sem estas medições os pagamentos não podem ser realizados.

obras no Santa Terezinha fotos Vinnicius Cremonez 1“Estamos buscando uma melhor solução técnica para minimizar os danos que as chuvas têm causado em Santa Terezinha”, afirmou o vice prefeito.

Segundo o vice prefeito o bairro tem sido prejudicado com pequenos deslizamentos na encosta do morro que fica atrás das residências, e que um incêndio na mata há pouco tempo atrás, fez com que a água da chuva sobrecarregasse o fluxo nas manilhas, danificando-as e levando uma enxurrada para a rua.

SAM_0249“Os maiores acasos que estão impedindo com que as intervenções sejam finalizadas, são os fenômenos da natureza, as liberações de recursos e os impasses com a Caixa”, relatou Magno.

Ainda de acordo com o vice prefeito as obras da quadra da praça e do início da pintura na ponte metálica, por exemplo, são outras melhorias que estão sendo impedidas pela demora na liberação por parte da Caixa, e que a obra de calçamento e drenagem no Coroados seja finalizada no mês de Fevereiro ou Março de 2015.

SAM_0241


Mais do SFn