segunda-feira , 26 agosto 2019

Bandidos rendem e perseguem novas vítimas na RJ-158 entre São Fidélis e Campos Funcionários da CEDAE foram assaltados nesta quarta. Já na quinta, um caminhoneiro foi a nova vítima. Um motorista também chegou a ser ameaçado. Ainda nesta semana, um motociclista foi perseguido

Funcionários da CEDAE foram assaltados nesta quarta. Já na quinta, um caminhoneiro foi a nova vítima. Um motorista também chegou a ser ameaçado. Ainda nesta semana, um motociclista foi perseguido

BPRv foi acionado na noite desta quinta após relatos de assaltos no trecho de Itereré

Criminosos voltaram a se aproveitar dos quebra-molas da RJ-158 para praticarem novos assaltos no trecho entre os municípios de Campos e São Fidélis. Só nesta semana há relatos de pelo menos três assaltos e outras três tentativas. Todos os casos aconteceram no trecho entre a linha férrea e a fábrica de sucos. Cerca de seis quebra-molas foram colocados em um dos pontos mais perigosos da rodovia. Vários acidentes estavam acontecendo no trecho devido a um desnível na rodovia, mas ao invés de corrigir o desnível, a solução mais barata encontrada pelo DER para reduzir acidentes provocou e ainda provoca uma onda de assaltos.

No final da tarde desta quarta-feira (17/07) três homens foram assaltados. Em áudios que circulam nas redes sociais, um funcionário da CEDAE disse que ele e mais dois colegas de trabalho foram rendidos por três homens ao reduzirem a velocidade em um dos quebra-molas. No áudio o homem diz que dois dos três criminosos estavam com armas. Segundo ele, enquanto os bandidos armados rendiam as vítimas, o terceiro, que não estava armado, pegava os pertences. Eles levaram celulares e dinheiro. “Pegam tudo. Sorte que vinha mais carros atrás e só pegaram dinheiro e celulares”, disse ele.

Já na noite desta quinta-feira (18/07), a Polícia Rodoviária Estadual informou que foi acionada por usuários da rodovia que relataram que três homens armados estavam praticando assaltos no quebra-molas próximo ao Degase. A Polícia Rodoviária informou ainda que uma viatura foi enviada ao local. Um caminhoneiro foi vítima dos criminosos nesta quinta. Ainda nesta quinta, outro usuário da rodovia disse que foi intimidado por três homens, que estavam de arma em punho, a parar o carro no último quebra-molas do trecho (último de quem vem no sentido São Fidélis). Em uma publicação em uma rede social o motorista disse que tirou o carro de lado e passou. Para ele, as armas pareciam ser falsas.

Um outro morador de São Fidélis foi seguido por criminosos nesta semana. Era noite de terça-feira (16/07) quando a vítima, que estava de moto, foi seguida por quatro homens que estavam em duas motos. Um dos bandidos ainda tentou acertar a vítima com um capacete, mas o fidelense acelerou a moto e conseguiu fugir. O trecho impõe medo, preocupação e desespero a quem precisa passar pela rodovia. Moradores de São Fidélis acabam virando reféns dentro da própria cidade, já que fazem o possível para não ter que passar pela RJ-158, e quando fica inevitável, muitos andam até acima da velocidade permitida pela via para concluir o trajeto o mais rápido possível.


Mais do SFn