quarta-feira , 20 fevereiro 2019

Barragens no RJ serão notificadas na próxima semana para realizarem Inspeção de Segurança Em nossa região, a Agência Nacional de Águas vai fiscalizar as barragens construídas em Bom Jardim, Cordeiro, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena e Trajano de Moraes

Em nossa região, a Agência Nacional de Águas vai fiscalizar as barragens construídas em Bom Jardim, Cordeiro, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena e Trajano de Moraes

Fotos: Vinnícius Cremonez / reprodução

O Governador do Estado, Wilson Witzel, informou que ao longo da próxima semana, todos os empreendedores serão notificados e terão prazo de 90 dias para realizarem a Inspeção de Segurança Regular nas barragens construídas no Estado do Rio.

Segundo ele, a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade atua na fiscalização das barragens do estado. Um grupo de trabalho formado por técnicos da secretaria e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), em parceria com a Secretaria de Estado de Defesa Civil e Corpo de Bombeiros Militar e o Departamento de Recursos Minerais (DRM), tem cuidado da atualização do diagnóstico das barragens do estado, da revisão de normativos relacionados ao tema e da realização de ações de fiscalização.

– Estamos fazendo o dever de casa aqui no Rio de Janeiro, estamos fiscalizando nossas barragens para prevenir desastres. – acrescentou o governador.

 A Agência Nacional de Águas (ANA) divulgou um relatório de barragens com riscos de Dano Potencial Associado (DPA) médio e alto e que terão fiscalização priorizada. Entre elas, estão barragens localizadas em Bom Jardim, Cordeiro, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena, Trajano de Moraes e outras cidades da região Serrana e também Noroeste Fluminense. Todas elas estão classificadas como nível baixo na categoria de risco, mas em caso de acidente, elas apresentam alto dano potencial associado.

continua após a foto

Segundo a ANA, o Dano Potencial Associado é o dano que pode ocorrer devido a rompimento, vazamento, infiltração no solo ou mau funcionamento de uma barragem, independentemente da sua probabilidade de ocorrência, podendo ser graduado de acordo com as perdas de vidas humanas e impactos sociais, econômicos e ambientais.

Em nossa região serão fiscalizadas as PCHs Caju e São Sebastião do Alto, ambas localizadas no Rio Grande, entre os municípios de São Sebastião do Alto e Santa Maria Madalena; a PCH Santa Rosa II, que também fica no Rio Grande, entre os municípios de Bom Jardim e Cordeiro, a PCH Santo Antônio, também no Rio Grande, em Bom Jardim, e a Barragem da Usina Macabu, localizada na Tapera em Trajano de Moraes.


Mais do SFn