Barreiras sanitárias começam a funcionar em São Fidélis Está sendo realizado um controle de veículos nos principais acessos ao município. Em Campos, a prefeitura confirmou o primeiro caso de coronavírus

Está sendo realizado um controle de veículos nos principais acessos ao município. Em Campos, a prefeitura confirmou o primeiro caso de coronavírus

Fotos: SF Notícias

Com o objetivo de conter a proliferação do coronavírus e evitar uma propagação do mesmo em São Fidélis, começaram a funcionar nesta terça-feira (24/03) as barreiras sanitárias nas principais entradas da cidade. A barreira é mais uma das medidas tomadas pela Prefeitura diante da propagação do vírus no estado. Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, o estado possui 233 casos confirmados, sendo 212 só na capital, e quatro mortes causadas pelo coronavírus. Desde às 7 horas da manhã está sendo realizado um controle de veículos nos acessos ao município, com medidas de prevenção. Todos os veículos que chegam à cidade estão sendo abordados por agentes da Vigilância em Saúde, da Guarda Municipal e da Superintendência de Trânsito. (continua após a foto)

Segundo a Prefeitura de São Fidélis, os agentes estão analisando a situação do condutor/passageiros para saber se residem no município, de onde estão vindo, se apresentam algum sintoma, entre outras avaliações. Caso os motoristas/passageiros estejam vindo de local com grande número de casos da doença; vindo a passeio ou para visitar parentes, são orientados a retornar. “Fique em casa, esta semana é crucial para evitar a circulação do coronavírus” – ressaltou a administração municipal. A criação da barreira já vinha sendo discutida ente a Prefeitura, a Secretaria de Saúde e a Vigilância em Saúde. (continua após a publicidade)

Em Campos já há um caso confirmado de coronavírus. De acordo com o prefeito Rafael Diniz, o exame foi realizado pela rede privada, e o município aguarda a contraprova do Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen-RJ), para onde amostras já foram enviadas. Já a diretora da Vigilância em Saúde, a infectologista Andréya Moreira, disse que o caso é importado. “Ele (paciente) foi a uma convenção no município de Amparo, em São Paulo, entre os dias 9 e 13 de março. No dia 13 de março ele retornou a cidade (Campos) ainda assintomático. No domingo, dia 15, ele começou a apresentar os sintomas, logo fez contato com a Vigilância, que solicitou o isolamento domiciliar” – explicou.

Mais do SFn