sexta-feira , 18 agosto 2017

Bebê morre após médica se negar a prestar socorro, no Rio Testemunhas relataram ter ouvido a médica afirmar que seu turno havia acabado

Testemunhas relataram ter ouvido a médica afirmar que seu turno havia acabado

Fotos: Reprodução/ Arquivo Pessoal

Um bebê de um ano e seis meses, que sofria de uma doença neurológica, morreu nesta quarta (07) após uma médica se negar a levá-lo para o hospital em uma ambulância solicitada pela família.

Preocupados com a criança, que sentia dores no estômago, a família solicitou uma ambulância pelo plano de saúde por volta das 8h20min, mas a mesma só chegou às 9h10 ao condomínio em que moram.

A médica plantonista não subiu ao apartamento para atender o bebê. Imagens de uma câmera de segurança do local mostraram a mesma rasgando papéis, que seriam a solicitação de atendimento e a ambulância deixando o local às 9h13. Funcionários teriam ouvido a médica falar que tinha passado de seu horário de trabalho.

A mãe solicitou uma nova ambulância, mas o bebê morreu aguardando socorro. O caso foi registrado na 16ª Delegacia da Barra da Tijuca. A Unimed lamentou o falecimento e informou que irá adotar as medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis em razão da recusa do atendimento.

Baixe agora o aplicativo do SFn no seu celular!https://goo.gl/w4WvaY.


Mais do SFn

SFn