terça-feira , 14 agosto 2018

Bombeiro acusado de matar ex-esposa em São Fidélis é julgado nesta quinta Julgamento está acontecendo no Fórum de São João da Barra; Érika da Conceição foi morta a facadas em julho de 2015

Julgamento está acontecendo no Fórum de São João da Barra; Érika da Conceição foi morta a facadas em julho de 2015

Fotos: SF Notícias

Acontece na tarde desta quinta-feira (08/03), no Fórum de São João da Barra, o julgamento do bombeiro militar Fernando Penna, acusado de matar a ex-esposa, Érika da Conceição, de 29 anos, no dia 14 de julho de 2015, além de esfaquear Kíssila Firmiano, amiga de Érika. O crime chocou a população de São Fidélis.

A pedido do juiz, as ruas no entorno ao Fórum foram fechadas. A Polícia Militar e Guarda Municipal estão fazendo a segurança do local. O júri é composto por seis mulheres e um homem.

Já foram ouvidos o delegado titular da 141ª Delegacia de São Fidélis, Rodrigo Maia, um policial civil e os pais de Érika. Após um intervalo serão ouvidas as testemunhas de defesa. O acusado chegou ao Fórum em um carro descaracterizado. Fardado, Fernando chora e segura uma bíblia. Ele está preso desde 16 de julho de 2015.

Relembre o caso 

Foto: Vinnícius Cremonez

Na noite do dia 14 de julho de 2015, a enfermeira Érika da Conceição, de 29 anos, foi morta a facadas e pedradas na RJ-158, entre São Fidélis e Campos. O corpo foi encontrado no dia seguinte, dentro de uma vala, às margens da rodovia, na altura da Fazenda da Pedra.

Érika estava em um carro com o ex-marido, o bombeiro Fernando, e sua amiga Kíssila Firmiano. Houve uma discussão entre eles e as duas mulheres foram esfaqueadas. Érika fugiu do carro na altura da Fazenda da Pedra, na RJ-158, mas foi perseguida pelo ex-marido que desferiu mais golpes nas costas da vítima.

Enquanto corria, Érika teria caído em uma vala e o bombeiro teria desferido pedradas na ex-esposa. Já a Kíssila continuou no carro e se fingiu de morta. Ela foi jogada perto de um campo de futebol, em Campos. Fernando chegou a afirmar que Kíssila estaria com uma faca e teria tentado agredí-lo. O veículo foi encontrado queimado e abandonado na localidade da Tapera, próximo à BR 101, também em Campos.

Veja mais sobre o caso:

Fidelense é procurado suspeito de ter esfaqueado jovem em Campos
Corpo de jovem esfaqueada por bombeiro é encontrado
Corpo de enfermeira esfaqueada é enterrado em São Fidélis
Bombeiro acusado de matar enfermeira Érika é preso em Campos 
Caso Érika: Bombeiro e mais um acusado chegam a DP em São Fidélis
Em vídeo, Fernando se diz arrependido por assassinar ex-esposa
Advogada de defesa do bombeiro que assassinou Érika fala sobre o caso
Caso Érika: Polícia faz reconstituição do crime e acusado se emociona em coletiva de imprensa


Mais do SFn