sexta-feira , 2 dezembro 2016
incendio 5

Bombeiros se preparam para combater incêndios em vegetações

SAM_0689
Fotos: Vinnicius Cremonez

A estiagem insiste em ficar castigando São Fidélis, e com ela, começaram a aparecer os primeiros casos de incêndios em vegetações pelo município, o que preocupa o Corpo de Bombeiros.

Entre janeiro e setembro de 2013, foram registrados apenas 14 CORPO DE BOMBEIROS QUARTEL 6casos e incêndios em vegetações. Já no mesmo período do ano passado, o número de ocorrências triplicaram, somando 45 chamados por toda a cidade, que até o final de 2014, somaram mais de 50 chamados.

Esse crescimento nos casos de queimadas e a forte estiagem que atinge a região desde o ano bombeiros destacamento 8passado, está fazendo com que o Descatamento 2/5 do Corpo de Bombeiros do município mude a sua preparação para combater as chamas.

Em entrevista a nossa equipe, o comandante da unidade, o Major Cládio Luiz, o destacamento está adquirindo equipamentos novos, capacitando o militares para uma queimadas bombeiros 9melhor atuação, e fazendo simulados.

Ainda de acordo com o Major, no próximo mês deverá ser feito um trabalho de treinamento no Parque Estadual do Desengano, junto com a Secretaria de Meio Ambiente e o Tiro de Guerra do município. “Queremos conhecer melhor aquela área que foi devastada no ano passado. Primeiro fazemos o combate, e depois, se for preciso e se as chamas não forem apagadas, acionamos os demais órgãos, como o INEA”.

No final do ano passado e início de ano, o parque que é uma das poucas áreas de Mata Atlântica no interior do estado, teve 80 hectares devastados pelas chamas, como mostram as matérias abaixo. Diversas viaturas do Corpo de Bombeiros e do INEA, além de três helicópteros, foram asados no combate.

Incêndio florestal atinge Parque Estadual do Desengano

Incêndios atingem 80 hectares do Parque Estadual do Desengano

“Ao trafegar pelas estradas e rodovias, não lance pontas de cigarro pela janela, pois com a baixa umidade desse período, a vegetação seca se incendeia com muita facilidade. Não solte balões. Não jogue lixo em terrenos baldios e matosos. Pois, as latas de metal, os cacos e garrafas de vidro podem se aquecer ao sol e acabar dando origem ao fogo em vegetação”.

Outra dica importante, e quando fora realizar queimadas controlada para renovo de pastagens ou para limpeza de alguma área, procure antecipadamente os órgãos ambientais de sua regigão, e informe ao Corpo de Bombeiros. Em caso de ocorrência de incêndio, ligue para os bombeiros através do 190.

“Estamos fazendo vários encontros para tratar a melhor forma de atuação. Pedimos para que a população e os produtores não coloquem fogo em vegetação para limpar o terreno, e nem em lixo, pois essas chamas podem se espalhar com facilidade, e acabar virando um risco para a população”, concluiu o Major Cláudio.

CORPO DE BOMBEIROS QUARTEL 8

SFn