quarta-feira , 21 agosto 2019

Brasil registra 99 óbitos por gripe: vacinação continua até o dia 31 Boletim epidemiológico indica que o vírus A (H1N1) é o responsável pela maior parte dos óbitos

Boletim epidemiológico indica que o vírus A (H1N1) é o responsável pela maior parte dos óbitos

Foto: Reprodução

Um novo boletim de monitoramento da influenza divulgado nesta quinta-feira (09/05) aponta que 535 pessoas foram hospitalizadas por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por influenza em todo o país, com 99 óbitos. Do total de mortes por influenza, 88 foram em pessoas que apresentam fatores de risco como idosos, pessoas com doença crônica, crianças, gestantes, indígenas e puérperas.

Todos esses grupos fazem parte do público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação, que segue até o dia 31 de maio. O Ministério da Saúde reforça a importância dessa população procurar os postos de vacinação e receber a vacina, já que ela é a melhor forma de prevenir o agravamento e mortes causadas pelos vírus da gripe.

Os dados do boletim são até o dia 27 de abril. Em relação ao informe anterior, de 20 de abril, o número de óbitos por influenza passou de 81 para 99. O boletim também indica que o vírus A (H1N1) é predominante no país até o momento e também responsável pela maior parte dos óbitos, com registro de 254 casos e 89 mortes.

Foram identificados ainda 54 casos de influenza A (H3N2); 38 de influenza A não subtipado; e 62 casos de influenza B. Outros 127 casos ainda não tiveram o subtipo identificado. No Estado do Rio foram registrados dois óbitos.


Mais do SFn