sábado , 10 dezembro 2016
professores

Buscando qualidade no ensino, professores e alunos vão às ruas

greve estudantes
Fotos: Lucas Duarte / Márly Penna / divulgação

Começou hoje e segue por tempo indeterminado a busca por melhores condições de ensino e pela valorização dos professores da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro. Eles entraram em greve nesta quarta.

Os professores reivindicam reajuste salarial e greve estudante 3melhores condições de trabalho para ter um ensino de qualidade. Eles também estão protestando contra o projeto de reforma da previdência do governo do Rio à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) que aumentará o desconto de 11% para 14%.

Em diversas cidades do estado, asdfghestudantes foram para as ruas em apoio aos professores. Em nossa região, manifestações estão acontecendo em São Fidélis, Itaocara, Campos e Nova Friburgo.

Em São Fidélis, professores e os estudantes percorreram algumas ruas do município, entre elas, a Avenida Sete de Setembro e José Francisco Dias, duas das principais da cidade. Eles foram até o Colégio Estadual Barão de Macaúbas, que não aderiu totalmente à greve.

De acordo com a SEPE, a categoria está em estado de greve desde dezembro, quando o governador Pezão decidiu parcelar o pagamento do 13º salário em cinco vezes, dividiu o pagamento do salário de novembro e mudou o calendário de pagamento dos salários do início do mês para o 7º dia útil, além de manter o reajuste zero, caracterizando redução salarial real.

Uma manifestação está marcada para acontecer hoje na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O sindicato dos professores também irá realizar uma assembleia ainda hoje para decidir os próximos passos da greve.

greve esudantes 2

 

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *