Câmara de Cantagalo reduz cargos comissionados e períodos de recesso As medidas foram tomadas após pressão popular e vereadores aprovaram por unanimidade após sessão

As medidas foram tomadas após pressão popular e vereadores aprovaram por unanimidade após sessão

Foto: Reprodução

No último dia 18, em sessão legislativa a Câmara de vereadores de Cantagalo aprovou em unanimidade os projetos de emenda à Lei Orgânica e de modificação ao Regimento Interno para a redução de cargos comissionados e encolhimento do recesso parlamentar municipal.

O tempo de recesso que antes era de 92 dias passou para 55 dias, otimizando 37 dias de trabalho à serviço da comunidade, as sessões legislativas anuais da casa legislativa cantagalense serão entre os dias 26 de janeiro e 17 de julho e 1º de agosto e 15 de dezembro.

Ao todo 23 cargos comissionados também foram extintos do quadro da Câmara Municipal de Cantagalo, um cargo de Assessor Jurídico, 11 de Chefe de Gabinete de Vereador e mais 11 cargos de Auxiliar de Gabinete, onde cada vereador passou a possuir apenas um assessor para auxiliá-los nos trabalhos legislativos, sendo estes remunerados por um salário mínimo.

“Nós decidimos excluir esses cargos por vontade de moralizar a casa de leis municipal. Estamos em um período difícil em nosso país e após conversas entre a Mesa Diretora e todos os demais vereadores houve a concordância em excluir esses cargos, visando dar um exemplo bom para todos os políticos do país”, afirmou Ocimar Merim Ladeira, presidente da casa.

Com 19.830 habitantes e um Produto Interno Bruto (PIB) de 563.461 mil reais, segundo o último Censo do IBGE, as mudanças na Câmara de Vereadores da cidade são de extrema importância econômica para o município e por isso a casa cedeu ao desejo e pressão popular.


Mais do SFn

SFn