sexta-feira , 20 setembro 2019

Câmara de Cantagalo rejeita pedido de cassação contra prefeito Maioria dos vereadores votou contra a representação por quebra de decoro

Maioria dos vereadores votou contra a representação por quebra de decoro

A Câmara de Municipal de Cantagalo rejeitou por cinco votos a três, em sessão realizada na noite desta quinta-feira (29/08), o pedido de abertura de cassação do mandato do Prefeito Joaquim Augusto de Paula, conhecido como “Guga”, por quebra de decoro. O pedido de cassação foi feito pelo vereador Ciro Fernandes (PHS) após um evento da Prefeitura, no último sábado (24/08), no qual o prefeito proferiu palavra de baixo calão. (Reveja AQUI). No texto encaminhado ao presidente da Câmara, o vereador discorre: “O Prefeito deste município vem ao longo dos anos colecionando condutas incompatíveis com o decoro do cargo que lhe foi outorgado pelo povo, especialmente com aparições “cinemalescas” em eventos oficiais completamente embriagado e por enquanto esta Casa não tomou qualquer providência para impedir a repetição de tal ato”.

Em suas falas, a maioria dos vereadores que votaram contra a representação, afirmou que o Prefeito deveria buscar tratamento para o alcoolismo, inclusive tirando licença médica. Os vereadores que votaram contra foram Antônio Geraldo, Carlos Tadeu Leite, Emanuela Teixeira Silva, João Bosco, Paulo Henrique Ferreira. Já os vereadores Hugo Guimarães, Ozeas e Sérgio Campanate votaram a favor da representação. O prefeito ainda não se pronunciou sobre o vídeo gravado no último sábado, nem sobre a representação protocolada pelo vereador.


Mais do SFn