sexta-feira , 9 dezembro 2016
2

Campos vence Itaboraí e conquista acesso inédito para a elite do Campeonato Carioca

1
Fotos: Agência FERJ.

O dia 24 de setembro de 2016 certamente ficará marcado na memória do torcedor do Campos Atlético Associação, ou na de qualquer campista apaixonado por futebol. Neste sábado, o Roxinho derrotou o Itaboraí por 2 a 0 no Estádio Elcyr Resende, em Saquarema, e se garantiu pela primeira vez na elite do Campeonato Carioca. Os gols que valeram o acesso foram marcados por Vinicius Paquetá e Anderson Manga.

A vaga na primeira divisão é mais uma conquista entre as várias da ascensão meteórica do Campos, que voltou ao futebol profissional em 2015, após 26 anos parado. No retorno, foi campeão do segundo turno da Série C e subiu de divisão, para neste anos conquistar a Taça Corcovado e, agora, alcançar o ponto máximo da história do clube, fundado em 1912.

Na terça-feira (27.09), a festa pode ser ainda maior no Parque Leopoldina e na Baleeira. Líder do Triangular Final com seis pontos, o Campos encerra sua campanha na segunda divisão contra o Nova Iguaçu, que também já tem o acesso garantido. A partida está marcada para às 15h, no Aryzão, em Campos dos Goytacazes. Se vencer, o Roxinho será o campeão da Série B. Caso o confronto termina empatado, o time terá que torcer por um empate do Nova Iguaçu contra o Itaboraí na última rodada. Já se o clube da Baixada Fluminense sair vencedor, ficará com o título de forma antecipada.

O jogo:

Precisando de uma simples vitória para subir de forma antecipada, o Campos ignorou o fato de estar jogando fora de casa e fez o resultado necessário ainda no primeiro tempo. Aos 12 minutos, o goleiro Bambu fez um lançamento para Anderson Manga, que acionou Vinicius Paquetá. O contra-ataque foi concluído com mais um gol do artilheiro da Série C, o 15º em toda a competição. Sendo eliminado com o placar parcial, o Itaboraí tentou responder em lances isolados, mas deu espaços para o Roxinho, que ampliou aos 44 minutos, após assistência de Washington para Manga, que não perdoou: 2 a 0.

No segundo tempo, o Itaboraí foi mais presente no campo de ataque, muito em virtude das mudanças promovidas por Rafael Soriano no Campos, que, estrategicamente, passou a administrar o resultado. Aos 33 minutos, Jadinho se envolveu em uma confusão com Peterson e foi expulso, deixando o Roxinho com o jogador a menos. Mas no minuto seguinte, Rafael fez falta em Paquetá e também foi para o chuveiro mais cedo. Com dez jogadores de cada lado, o jogo não teve muitas emoções nos minutos finais. Melhor para o time campista, que comemorou o feito inédito junto dos pouco mais de 50 torcedores que marcaram presença em Bacaxá.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *