zxzchjhgkhjl

Cantagalo investe R$ 301 mil para tratar lixo hospitalar

zxzchjhgkhjl
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Cantagalo, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, está investindo R$ 301 mil para dar tratamento adequado ao lixo recebido do hospital e de outros serviços de saúde.

No último dia 11 de junho, foi realizada licitação pública para a contratação de empresa para fornecimento e instalação de incinerador, além de construção de galpão em estrutura metálica na Usina de Compostagem e Reciclagem de Lixo de Cantagalo, que fica localizada no bairro Novo Horizonte, distante cerca de sete quilômetros do Centro da cidade. De acordo com a Comissão Permanente de Licitação (CPL), o processo licitatório ainda proporcionou uma economia de R$ 1.419.15, já que o valor da estimativa inicial era de R$ 302.419,15.

O equipamento vai substituir o incinerador atual, implantado no final da década de 1990, e que, além de estar completamente obsoleto, não atende à demanda atual e nem as exigências ambientais. O incinerador é utilizado para queimar todo o lixo proveniente do hospital, farmácias, postos de saúde, clínicas veterinárias, entre outros.

Esse tipo de lixo, segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, é composto por seringas, vidros de remédios, agulhas, algodão, órgãos humanos e produtos vencidos, que são perigosos e devem ter tratamento diferenciado, desde a coleta até a sua decomposição final.

A capacidade do novo equipamento é de processamento de 35 kg/h, ou seja, uma estimativa de queima mensal de 25 toneladas de resíduos do sistema de saúde, com temperatura mínima de 800ºC e máxima de 1.200ºC. Já o galpão em estrutura metálica servirá de abrigo ao novo equipamento.

SFn