Casa é construída às margens de córrego que deságua na represa de Trajano de Moraes Policiais ambientais foram até o município para verificarem denúncias de crimes ambientais

Policiais ambientais foram até o município para verificarem denúncias de crimes ambientais

Um homem de 48 anos foi encaminhado para a delegacia de Trajano de Moraes após policiais ambientais terem encontrado uma casa construída em uma área de preservação. O imóvel, de aproximadamente 70 m², foi construído a menos de 20 metros de um córrego que deságua na represa do município.

Fotos: Polícia Ambiental

Segundo informações da 3ª Unidade de Polícia Ambiental do Parque Estadual do Desengano, uma equipe foi até a localidade conhecida como Vila Martins em Tapera, na zona rural de Trajano, para verificar denúncias de construção irregular. O proprietário da casa não apresentando nenhuma licença ambiental e foi encaminhado para a delegacia. O imóvel foi periciado pela Polícia Civil.

Ainda em Trajano de Moraes, os policiais encontraram um riacho sendo aterrado com saibro que havia sido retirado de em uma área de aproximadamente 300 m² na Estrada Mata Cachorro, em Sodrelândia, na zona rural.

O saibro foi despejado do outro lado da estrada, às margens de um riacho, o que caracteriza Área de Preservação Permanente. O proprietário da área também foi encaminhado para a delegacia do município. O local foi periciado pela Polícia Civil.


Mais do SFn

SFn