qwasdtyutyiuyo

Caso “Meninas de Guarus”: ex-vereadores, empresários e policiais são presos em Campos

POLICIA CIVIL VAN OPERAÇÃO
Fotos: SF Notícias / Ururau

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e a Coordenadoria de Segurança e Inteligência do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) realizaram na manhã desta quinta-feira (9) operação para cumprimento de mandados de prisão de wqertyuiy8uiouip14 pessoas condenadas no caso e exploração sexual de crianças e adolescentes, conhecido como “Meninas de Guarus”, em Campos.

Até o momento, 12 pessoas foram presas, outras 2 estão foragidas. A maior pena foi de 31 anos para os condenados Leilson Rocha e Ronaldo Santos. O ex-deputado federal e ex-vereador da cidade, Nelson Nahim foi condenado à 12 anos, os ex-vereadores Thiago Machado Calil e Fabricio Trindade Calil, foram condenados a 25 anos e 8 meses. Fabio Lopes da Cruz, Dovany Salvador Lopes da Silva, Gustavo Ribeiro Poubaix Monteiro e Robson Silva de Barros Costa foram condenados a 8 anos. Marcos Alexandre dos Santos Ferreira, ex-vereador, a 7 anos. Cleber Rocha da Silva, 6 anos e 6 meses, Jayme Cesar de Siqueira, também 6 anos e Sergio Crespo Gimenes Junior, 1 ano e 6 meses.

A denúncia indica que os réus exploravam crianças e adolescentes, entre 8 e 17 anos de idade, que eram mantidas em uma casa situada em Guarus, distrito de Campos, para fins de prostituição e exploração sexual. O lugar era mantido com as portas e janelas trancadas, sempre sob vigília armada. As vítimas eram obrigadas a consumir drogas, como cocaína, crack, ecstasy e maconha, sem que pudessem oferecer resistência.

Os acusados foram condenados pelos crimes de quadrilha armada, estupro de vulnerável, exploração sexual de crianças e adolescentes entre outros.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *