Caso suspeito do novo coronavírus é investigado pela Secretaria de Saúde de Campos Jovem com histórico de viagem à Itália foi atendida nesta sexta (28) no Hospital Ferreira Machado, com sintomas semelhantes aos do Covid-19

Jovem com histórico de viagem à Itália foi atendida nesta sexta (28) no Hospital Ferreira Machado, com sintomas semelhantes aos do Covid-19

A Secretaria de Saúde do município de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, está investigando um caso suspeito do novo coronavírus. Segundo nota oficial divulgada pela Prefeitura, nesta sexta-feira (28/02), uma mulher de 24 anos, com sintomas semelhantes aos do Covid-19, foi atendida no Hospital Ferreira Machado (HFM). “Estando clinicamente estável, ela foi liberada e ficará em isolamento domiciliar respeitando a quarentena, sendo acompanhada pela equipe de infectologia do hospital” – diz nota. A Prefeitura informou ainda que os exames já foram encaminhados ao Laboratório Central Noel Nutels (Lacen-RJ), para análise. Familiares e outras pessoas que tiveram contato com a paciente estão sendo supervisionados. O caso suspeito já foi comunicado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). (continua após a publicidade)

De acordo com a nota oficial, a paciente esteve recentemente em Milão, na Itália, onde ficou por 15 dias. Ela retornou a Campos no dia 18 de fevereiro e, cinco dias após chegar ao município, começou a apresentar sintomas como tosse, febre, desconforto respiratório, coriza. “Assim como outros vírus respiratórios – como meningite, por exemplo – a transmissão do coronavírus ocorre através de gotículas expelidas quando se tosse ou espirra. Para que a doença seja transmitida, é preciso que uma pessoa esteja muito próxima ao doente – menos de um metro de distância dele – ou mantenha contato direto com ele” – esclareceu a Prefeitura. A Secretaria Municipal de Saúde de Campos ressaltou que não há motivos para alarmismos e que não há casos confirmados da doença no estado do Rio de Janeiro.

Desde o início de fevereiro, a Vigilância em Saúde da Prefeitura de Campos vem se reunindo com representantes dos hospitais das redes pública, particular e contratualizada para definir o protocolo de acolhimento, atendimento, tratamento e precaução, para eventuais casos de pacientes com suspeita da doença. O caso ainda não foi reconhecido como suspeito pela Secretaria de Estado de Saúde e nem pelo Ministério da Saúde.

Mais do SFn