terça-feira , 20 novembro 2018

Cedae pede que população economize água devido ao atraso na entrega de produtos químicos Atraso na entrega dos produtos químicos, por conta da greve dos caminhoneiros, pode reduzir a produção de água

Atraso na entrega dos produtos químicos, por conta da greve dos caminhoneiros, pode reduzir a produção de água

Fotos: SF Notícias

Mais um reflexo da paralisação dos caminhoneiros poderá ser sentido pelos cariocas e fluminenses. De acordo com a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), o atraso na entrega de produtos químicos por conta da greve pode reduzir a produção de água.

Em nota publicada nesta quinta-feira (24/05), a empresa pediu que a população economize água até que seja restabelecida a normalidade na entrega dos produtos químicos necessários e fundamentais ao tratamento. Segundo a nota, no momento, a dificuldade de entrega está causando baixa no estoque dos produtos químicos.

A nota informa ainda que “devido aos bloqueios de carretas nas estradas em todo Brasil, o Governo do Estado e a Cedae estão em contato com os fornecedores de produtos químicos e órgãos competentes a fim de evitar que haja atrasos e interrupção no fornecimento dos mesmos e, dessa forma, visa garantir o tratamento de água nas estações operadas pela Companhia”.


Mais do SFn