quinta-feira , 27 junho 2019

Cerca de 40 equipes de três estados vão participar da Trilha Cronometra em Lagoa de Cima A prova terá dois Circuitos. O B-Sul da Lagoa pelo lado do Yacht Club e o A-Norte, pelo lado da Igreja São Benedito/Rio Preto

A prova terá dois Circuitos. O B-Sul da Lagoa pelo lado do Yacht Club e o A-Norte, pelo lado da Igreja São Benedito/Rio Preto

Fotos: divulgação

Cerca de 40 equipes — pilotos, navegadores e zequinhas — dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais participam no próximo sábado (6) da Trilha Cronometra 4×4 Off-Road, evento amador que tem como objetivo agregar novos valores às categorias off-road.

A concentração das equipes vai acontecer na praça da Igreja Nossa Senhora do Rosário (Igreja do Saco) a partir das 7h, quando será oferecido um café da manhã para os inscritos. O primeiro carro dará a largada às 9h02 minutos e cada minuto sairá um veículo. Cada equipe pode ter ocupantes de acordo com número de cintos de segurança disponíveis.

Os carros sairão em direção a Lagoa de Cima, mas de acordo com a organização, não podem formar comboio na rodovia. A prova terá dois Circuitos. O B-Sul da Lagoa pelo lado do Yacht Club e o A-Norte, pelo lado da Igreja São Benedito/Rio Preto. Segundo o coordenador do evento, Paulo Orlando, a previsão é de que os dois grupos se encontrem, a partir das 13h, pelo lado do Yacth Clube, para descanso. Os trajetos terão velocidades variáveis entre 15 e 50 km/h.

Na sexta-feira (5), está prevista uma carreata pelas principais ruas da cidade. Em seguida, os participantes retornam para o ponto de concentração, em uma pousada no Parque São Caetano, onde a coordenação do evento fará um briefing e entrega do Livro de Bordo e dos Tracks (Gpx) para os inscritos nas cronometradas. Às 20hs, acontecerá um coquetel de abertura, com a presença do presidente da Fundação Municipal de Esportes, Raphael Thuin.

— Esclarecemos que, a partir deste evento, os participantes darão importantes passos na carreira de “ralizeiros”. Basta ter interesse e disciplina, pois trata-se de um evento muito técnico — frisou Paulo Orlando


Mais do SFn