quinta-feira , 23 novembro 2017

Chefes do tráfico no Jacarezinho podem estar escondidos em Miracema O portal dos procurados oferece recompensa de R$ 1 mil para informações que levem a prisão de cada um deles

O portal dos procurados oferece recompensa de R$ 1 mil para informações que levem a prisão de cada um deles

Fotos: SF Notícias / Portal Procurados

As Polícias Civil, Militar e o Disque Denúncia Noroeste procuram por três traficantes do Jacarezinho que podem estar escondidos em municípios da região Noroeste Fluminense, mas precisamente, em Miracema.

Uma das cargas que eram transportadas entre o Jacarezinho e Miracema foi apreendida pela PM

Os três fazem parte da facção denominada Comando Vermelho, e atuam no Jacarezinho e em Miracema. O município é abastecido por materiais oriundos da comunidade no Rio. A Polícia Militar já realizou diversas apreensões de drogas que eram transportadas entre a comunidade da zona norte do Rio e o Noroeste Fluminense. Em uma delas, uma mulher foi presa com mais de seis quilos de drogas e 30 munições em fevereiro deste ano, ao descer de um ônibus em Miracema. Já em março, um homem foi preso com 1123 gramas de maconha, 688 gramas de cocaína e seis munições de calibre 32.

O primeiro da foto é Maycon da Silva Ferreira, conhecido como “MK”, e o último, é Roger Wellington Mendes da Silva, conhecido como “RG”. Segundo o portal dos procurados pela polícia, os dois, que são naturais de Miracema, são líderes trafico de drogas que age no município, mais precisamente nas localidades de Cruzeiro, Curva do “S”, Vila Nova, Cehab e Nossa Senhora de Fátima.

continua após a foto

O segundo na foto é José Wallace de Almeida, o “Sagati”. De acordo com o portal, ele pertence ao mesmo grupo, mas não é um dos chefes como os outros dois. Os três, segundo o Disque Denúncia Noroeste e o 36ª BPM de Pádua, podem estar escondidos em Miracema.

O Disque Denúncia Noroeste pede aos moradores que façam denúncias através dos telefones (22) 3822-1177 e (22) 9.9860-1177. O portal dos procurados oferece recompensa de R$ 1 mil para informações que levem a prisão de cada um deles.


Mais do SFn