Chuva provoca elevação do Rio do Colégio e de córrego em Valão dos Milagres, em São Fidélis O córrego que passa em Valão dos Milagres subiu e transbordou, inundando áreas de vegetação às margens de seu curso. A água chegou a passar por cima de dois pontilhões

O córrego que passa em Valão dos Milagres subiu e transbordou, inundando áreas de vegetação às margens de seu curso. A água chegou a passar por cima de dois pontilhões

Valão subiu e a água passou por cima de um pontilhão

Não para de chover! Chove sem parar desde às 2h30 da manhã em São Fidélis. Em algumas áreas do município a chuva veio forte e provocou a elevação de córregos e até do Rio do Colégio. Os institutos de meteorologia já haviam alertada para a possibilidade de chuvas fortes e intensas na região. Durante a madrugada, moradores de São Fidélis relataram que ouviram um grande estrondo. “Mais alguém ouviu esse barulho? Foi um trovão?”, postou uma moradora nas redes sociais. Em seguida a chuva começou e não parou. O vídeo abaixo foi feito pela professora Dalva Celeste. Ela é professora da escola Fazenda Recreio, que fica na zona rural de São Fidélis. Para não ter que subir a serra todo os dias, ela fica em uma casa na localidade da Tapera. Segundo ela, o nível do Rio do Colégio subiu durante a madrugada e chegou muito próximo da estrada. Nesse trecho o nível da estrada é um pouco mais baixo. O Rio do Colégio nasce no Parque Estadual do Desengano. Entre 3h e 4h20 da madrugada, o aplicativo Rain Viewer mostrava uma chuva mais intensa no Parque. (continua após o vídeo)

O córrego que passa em Valão dos Milagres também subiu e transbordou, inundando áreas de vegetação às margens de seu curso. A água chegou a passar por cima dois pontilhões, deixando a localidade isolada. As aulas também foram suspensas na escola de Valão dos Milagres. O sistema de monitoramento do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), que monitora o quantitativo de chuva em cidades da região está inoperante desde a madrugada, mas segundo o sistema de Alerta de Cheias do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), foram registrados 41.0 milímetros nas últimas 24 horas, sendo 35.8 nas últimas quatro horas. O pluviômetro fica na beira-rio. Em outros bairros da cidade choveu ainda mais.

Mais do SFn