segunda-feira , 27 janeiro 2020

Chuva volumosa eleva nível de cachoeira e de córrego em Cambuci; parte de duas residências desabaram Segundo a Defesa Civil, uma das residências já estava interditada; nas últimas horas, o acumulado foi de 89,4 milímetros de chuva no município

Segundo a Defesa Civil, uma das residências já estava interditada; nas últimas horas, o acumulado foi de 89,4 milímetros de chuva no município

Imagens: Defesa Civil

Mais uma vez o município de Cambuci, no Noroeste Fluminense, foi atingido por uma forte chuva. A chuva volumosa elevou a queda d’água na cachoeira – principal ponto turístico da cidade – e o nível do córrego Dantas, que corta todo o perímetro urbano de Cambuci. Segundo a Defesa Civil, nas últimas horas, foram registrados 88 milímetros de chuva. Durante a madrugada desta quinta-feira (12/12) o órgão chegou a entrar em alerta máximo, mas o nível do córrego começou a recuar no decorrer da noite. De acordo com o secretário Eduardo Werneck, partes de duas residências, que ficam às margens do córrego, desabaram. (continua após o vídeo)

Segundo o secretário, para uma das casas, a Defesa Civil já estava com laudo de interdição pronto para o imóvel. Já na outra, a força da água levou parte de um cômodo e parte do quintal. Não havia mais ninguém morando nas duas residências. Com a cheia da cachoeira e do córrego nesta noite, o Parque Aquático ficou mais uma vez inundado. “Eu e os secretários de Meio Ambiente, Agricultura e Obras estamos rodando a cidade para ver se situação. Muita barreira caída; árvores caíram. Vamos começar a limpeza. Esse ano podemos esquecer a cachoeira” – disse o secretário de Defesa Civil. Essa foi a segunda vez que a água provocou destruição no Parque Aquático em menos de um mês. No último dia 20, um temporal provocou enxurradas, transbordamento de córregos e inundações na zona rural e na área urbana. Naquele dia, o SF Notícias mostrou ao vivo em transmissões no Facebook. Várias ruas ficaram alagadas e casas inundadas (reveja AQUI).

Mais do SFn