terça-feira , 19 setembro 2017

Comando da 1ª Região Militar aceita solicitação de fechamento do TG de São Fidélis Mesmo após a sociedade se posicionar contra a decisão da prefeitura, a unidade militar deixará de funcionar em 2018

Mesmo após a sociedade se posicionar contra a decisão da prefeitura, a unidade militar deixará de funcionar em 2018

Foto: Reprodução

Prestes a completar 32 anos de atividades realizadas no município de São Fidélis, onde 1.240 jovens já passaram pelo Tiro de Guerra 01-003, a Prefeitura Municipal da cidade resolveu encaminhar uma solicitação ao comando da 1ª Região Militar pedido de suspensão das atividades exercidas após a negativa de transferência da sede do TG para o Parque de Exposições da cidade.

Segundo o atual Chefe da Instrução, o subtenente Jorge Marcelo Cruz, o local ermo e na beira de rodovia propícia tentativa de invasões por meliantes em busca de armamento, se tornando impróprio para sede do TG.

A atual sede, conta com problemas de infraestrutura que poderiam ser solucionados caso a prefeitura realizasse repasses regulares das verbas mensais de compromisso munícipe para a compra de materiais básicos, e a manutenção da estrutura física da atual sede. Porém a decisão de fechamento da instituição responsável por oferecer aos jovens que desejam cumprir o serviço militar obrigatório sem ter que se deslocar para outra cidade, além de oferecer atividades que vão além de prestação de serviço à sociedade, até o trabalho de socioeducativos  fundamentais para os jovens que passam pela instituição, fazendo diminuir a evasão escolar e aumentando a responsabilidade cidadã, com um trabalho que não fica restrito apenas à instruções militares, foi aceito após a solicitação da prefeitura.

Os muitos fidelenses acostumados com a presença dos soldados do Exército Brasileiro pelas ruas da cidade, não irão mais escutá-los cantando canções militares logo pela manhã a partir de 2018.  O pedido encaminhado pela Prefeitura foi aceito pelo comando da 1ª Região Militar, que nada pode fazer pelo Tiro de Guerra 01-003 a não ser continuar enviando equipamentos de artilharia, armas e o fardamento dos jovens, uma vez ser de administração municipal as demais demandas da instituição.

São Fidélis, um dos somente 270 municípios a ser beneficiados em todo o país com uma unidade de Tiro de Guerra, vai perder o privilégio de ter a instituição militar atuando na cidade, ao menos que o mesmo pedido da população que trouxe a unidade, solicite que a prefeitura reveja o pedido feito ao comando da 1ª Região Militar.


Mais do SFn

SFn