sexta-feira , 17 novembro 2017

Como gastar menos tempo fazendo exercícios e ainda assim obter resultados

musculação1

Por muito tempo acreditou-se que apenas exercícios físicos realizados por períodos longos, de no mínimo uma hora, eram eficientes para cuidar da saúde e, de quebra, eliminar gordura corporal. Com esse pensamento na cabeça, muita gente acabou desistindo dos treinos por não conseguir encaixá-los na rotina.

Mas de lá para cá as pesquisas sobre a prática de exercícios físicos evoluíram muito e – além de demonstrarem que qualquer quantidade de atividade física já faz bem para o organismo – estão propondo estratégias para conseguir bons resultados em períodos mais curtos de treino. Assim, o que antes só era possível em uma ou duas horas de malhação, agora pode ser conquistado em 30, 40 e até 20 minutos.

Uma boa opção para gastar menos tempo com a malhação é fazer exercícios intensos. Mas primeiro é preciso entender as diferenças entre treinos leves e fortes: não é apenas uma questão de relação de quantidade de carga e tempo de atividade, mas também de como a caloria é gasta e a gordura é queimada.

O exercício leve a moderado promove a queima de gordura e o gasto calórico durante o esforço. O exercício intenso, por sua vez, trará o mesmo efeito, mas ele acontecerá principalmente após a atividade. “Para que o organismo se recupere do grande esforço de uma atividade intensa, o consumo de oxigênio pelos órgãos e tecidos após o exercício é aumentado”

Não é necessário abrir mão de muitas horas para incorporar as atividades físicas à rotina. Uma pessoa sedentária terá mais facilidade em se adaptar ao novo hábito com sessões mais curtas e de menor intensidade. Portanto, a falta de tempo não é mais desculpa.

 

 

Lívia Pessanha

CREF: 039010-G/RJ

Graduada em Educação Física

Pós-Graduando em Musculação e Personal Trainer


Mais do SFn