sexta-feira , 17 novembro 2017

Confirmada morte por febre maculosa em Varre-Sai

carrapatos
Fotos: Blog do Adilson Ribeiro

Foi confirmada na tarde desta sexta-feira(06) a morte de uma das três pessoas por febre maculosa em Varre-Sai, Noroeste Fluminense do estado. Sebastião Badaró era um dos três homens que morreram entre os dias 21, 23 e 25 de maio com suspeita de terem contraído febre maculosa, doença transmitida por carrapatos. As vítimas eram pescadores e teriam tido contato com capivaras durante uma pesca no Rio Carangola, em Natividade, município vizinho a Varre-Sai. A capivara é um dos principais hospedeiros do carrapato.

Outras 25 pessoas na cidade estão com suspeita de terem contraído a doença e esperam resultados de exames. Para haver transmissão da doença, o carrapato infectado precisa ficar pelo menos quatro horas fixado na pele das pessoas. Não existe transmissão da doença de uma pessoa para outra. No Brasil, há casos de febre maculosa principalmente nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Pernambuco. Não existe vacina contra a febre maculosa brasileira. A Secretaria de Saúde de Varre-Sai aguarda os resultados de exames  das outras duas vítimas.

carrapatos 4A bactéria causadora da doença, a Rickettsia rickettsii (riquétsia), pode ser encontrada em capivaras e em carrapatos estrela (Amblyomma cajennense) contaminados, sendo que ambos poderão transmiti-la. Quando uma capivara é infectada, ela se torna transmissora da bactéria durante 2 a 3 semanas, período chamado de bacteremia. Se um carrapato estrela não contaminado mordê-la, ele será infectado e se tornará também um transmissor da bactéria. Essa contaminação pode ocorrer durante os três estágios de desenvolvimento do carrapato — larva (micuim), ninfa (vermelhinho) e adulto (carrapato estrela).

carrapatos 2No caso das fêmeas de carrapato infectadas, ocorrerá a transmissão transovariana: os ovos ficarão contaminados e as larvas já nascerão transmissoras. A capivara é um hospedeiro habitual de carrapatos estrela: chega-se a encontrar de centenas a milhares desses parasitas em um único animal. A febre maculosa é transmitida aos seres humanos pela picada do carrapato estrela infectado com riquétsia. A doença causa febre, dor muscular, cefaléia e, em 70% dos casos, manchas na pele a partir do terceiro dia após a infecção, podendo haver necrose das extremidades e, nos casos mais graves, levar à morte.


Mais do SFn