Conta de luz fica mais cara este mês em Bom Jardim, Duas Barras e Friburgo Reajuste aprovado pela ANEEL entra em vigor no próximo dia 22, e também vale para Carmo, Sapucaia e Sumidouro

Reajuste aprovado pela ANEEL entra em vigor no próximo dia 22, e também vale para Carmo, Sapucaia e Sumidouro

A ANEEL aprovou nesta terça-feira (18/6) reajuste tarifário da Energisa Nova Friburgo (ENF), que entra em vigor no próximo dia 22. A empresa atende 108,6 mil unidades consumidoras localizadas nos municípios de Nova Friburgo, Bom Jardim, Carmo, Duas Barras, Sapucaia e Sumidouro, localizados no estado do Rio de Janeiro. Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço. O índice de reajuste da empresa foi positivo, principalmente, pelos impactos dos componentes financeiros e custos de aquisição de energia.

O pagamento antecipado do empréstimo da Conta ACR contribuiu com uma redução de – 3,53% no reajuste. A Conta-ACR foi um mecanismo de repasse de recursos às distribuidoras para cobertura dos custos com exposição involuntária no mercado de curto prazo e o despacho de termelétricas entre fevereiro e dezembro de 2014. A quitação antecipada Conta-ACR foi anunciada em 20/3, durante entrevista coletiva realizada na sede da ANEEL, em Brasília. Confira abaixo os índices que serão aplicados:

Empresa

Consumidores residenciais – B1

ENF

8,98%

Empresa

Classe de Consumo – Consumidores cativos

Baixa tensão
em média

Alta tensão
em média (indústrias)

Efeito Médio para o consumidor

ENF

9,21%

9,48%

9,26%

O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).


Mais do SFn