Corpo de aposentado parmanece na rua e parentes estão indignados

Fotos: Manuela Escalla
Fotos: Manuela Escalla

Cerca de oito horas já se passaram, desde que o aposentado Genilton Andrade Leonardo, de 57 anos, sofreu um infarto e veio a falecer na manhã dessa sexta-feira (12), e seu corpo continua ao chão da praça no Centro de São Fidélis, na espera da remoção para o Instituto Médico Legal.

Os familiares da vítima se encontram no local, indignados com a situação em que o corpo está, e sem poderem fazer nada sobre o caso. Aguardando a chegada do rabecão do Corpo de Bombeiros, estão os irmãos, sobrinhos e cunhado de Genilton.

Segundo a sobrinha da vítima, Marcia Regina Leonardo Cabreira, seu estado é de completa indignação e revolta, a falta de respeito e sensibilidade que estão lidando com esse caso a deixa desolada, afetando também toda família.

“Não sei como podem deixar um ser humano nessas condições, exposto por tantas horas na rua, e os familiares além de lidar com a dor da perda, tem que enfrentar essa situação vergonhosa. Estamos esperando o IML, e o que mais desejamos agora é enterra-lo com dignidade.” Disse ela.

Segundo a Polícia Militar que está no local, o rabecão e a perícia vindas de Campos dos Goytacazes, estão a caminho mas sem previsão de chegada.


Mais do SFn