Corpo encontrado em Itaocara não é identificado e terá que passar por exames de DNA

morto-rio-paraiba
Fotos: Equipe SF Notícias.

morto-nao-reconhecidoQuase uma semana após ser encontrado na Zona Rural do município de Itaocara, dentro do Rio Paraíba do Sul, o corpo do homem, aparentemente jovem, vítima de afogamento, ainda não pôde ser identificado. E, pelo que parece, não será também nos próximos dias. Possíveis parentes procuraram a 135ª Delegacia de Itaocara nesta quinta-feira, para reconhecerem o corpo, mas foram orientados a compareceram ao Instituto Médico Legal(IML) de Santo Antônio de Pádua, local para onde o corpo foi levado.

A tentativa de identificação de forma visual foi dificultada pela desfiguração do rosto, e também pelo fato da epiderme, camada exterior da pele, ter se soltado durante o período em que o corpo ficou dentro da água. As roupas que a vítima usava (blusa de frio de frio, calça e bota branca) também não foram reconhecidas. Com a complexidade para a identificação da vítima, o corpo seguirá no IML de Pádua, e passará por novas tentativas de identificação, agora por meio do DNA. O período para o resultado dessa vez é mais longo, previsto para entre 1 e 6 meses, pois dependerá de exames laboratoriais realizados no Rio de Janeiro.

Relembre o caso:

No último sábado (02), o corpo de um homem foi encontrado no Rio Paraíba do Sul, em Itaocara, no trecho da localidade de Campo de Sementes, zona rural do município. Populares que passavam pelo local avistaram-o boiando, e acionaram o Corpo de Bombeiros, que usaram uma corda para puxar o corpo até às margem do rio. Policiais Militares da 2º Companhia estiveram no local, e o caso foi registrado na 135ª Delegacia Legal de Itaocara. A principal linha de investigação aponta para afogamento, pois nenhuma marca de violência foi encontrada no corpo.

De acordo com os inspetores, pelas características em que foi encontrado, o corpo já estava há pelo menos dois dias dentro da água, o que causou a desfiguração do rosto, e fez com que a epiderme, camada exterior da pele, se soltasse. Quando foi achado, o homem estava vestindo uma blusa de frio de frio, calça e uma bota branca, roupas e calçado bastante usados pelos trabalhadores rurais da região.

Mais do SFn