Corte de árvores na calçada da Igreja Matriz gera reclamações entre moradores, em São Fidélis Segundo a Paróquia, as árvores foram cortadas porque as raízes estavam danificando a estrutura do templo, que é um patrimônio histórico

Segundo a Paróquia, as árvores foram cortadas porque as raízes estavam danificando a estrutura do templo, que é um patrimônio histórico

Fotos: SF Notícias

O corte de duas árvores – pés de jambo – na calçada da Igreja Matriz, próximo ao Fórum Francisco Polycarpo, gerou reclamações entre moradores de São Fidélis nas redes sociais. A publicação de um morador teve quase 250 compartilhamentos e vários comentários indignados. “Será possível que esses dois pés de jambo prejudicavam alguém? Em pleno sol escaldante eles cortam duas árvores que há décadas dava sombra, frutos e embelezava a igreja e a rua” – disse o morador. A maioria dos internautas citou o fato da cidade ser muito quente, afirmando que as sombras das árvores farão falta. Outros ressaltaram que elas eram frutíferas, e que muitos comiam os frutos das mesmas. “Um sol desse você não acha uma sombra boa igual aos pés de jambo eram, e os frutos que davam”; “Isso é uma tristeza… quantos jambos já comi dessa árvore”; “Com tantas coisas pra ser feita na cidade foram se preocupar logo com um árvore linda e de um fruto saboroso” – comentaram alguns moradores.

Ao SF Notícias, o padre Maxwell Santos de Almeida, Pároco da Igreja Matriz, disse que as árvores precisaram ser cortadas, pois estavam danificando a estrutura do prédio da Matriz, externa e internamente. “No local das árvores que foram arrancadas, serão plantadas outras árvores de raízes menores que não venham a interferir na estrutura do templo” – disse o padre. A secretária Municipal de Desenvolvimento Ambiental, Jadária Marchetti, informou que, mediante a solicitação do padre, foi realizada uma vistoria junto a Defesa Civil na estrutura danificada pelas raízes, e verificada a necessidade do corte. Foi elaborado ainda um relatório, com todos os dados referentes a ação. No local serão plantadas duas mudas de pata-de-vaca, que não têm raízes tão agressivas. Outras oito mudas também serão plantadas em outros locais.

A Igreja Matriz é patrimônio histórico do município, tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) em 2002. Em 2015, ruas na frente da mesma precisaram ser interditadas devido ao risco de queda de folhas de uma palmeira centenária, que podiam atingir veículos e pedestres. Na ocasião, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a Defesa Civil resolveram cortar a palmeira, para evitar acidentes, mas não foi informado se a mesma seria substituída.

Mais do SFn