Covid-19: 43 casos suspeitos são investigados em Campos, S. Fidélis, Itaocara, Pádua, Miracema, Cordeiro e Friburgo Em Friburgo, três pacientes com suspeita da doença são crianças com idades entre 1 e 9 anos; em Campos, um dos casos suspeitos teve contato com pessoa diagnosticada com a doença

Em Friburgo, três pacientes com suspeita da doença são crianças com idades entre 1 e 9 anos; em Campos, um dos casos suspeitos teve contato com pessoa diagnosticada com a doença

Fotos: Divulgação

O número de casos confirmados do novo coronavírus em cidades da Região Metropolitana do Rio continua crescendo e já chega a 49. Ainda não há casos confirmados no interior fluminense, mas a quantidade de pacientes com suspeita da doença chama a atenção. No Norte Fluminense, três casos de Covid-19 são investigados em São Fidélis. As três pacientes mulheres não possuem histórico de viagem para áreas com casos suspeitos ou confirmados, e só tiveram contato entre elas mesmas. Entretanto, como elas trabalham na área da saúde, os casos são considerados suspeitos, seguindo decreto da Prefeitura Municipal. (Leia AQUI) Já a cidade de Campos dos Goytacazes, chegou a ter sete casos suspeitos, porém dois testaram negativo para o vírus. Em nota a Prefeitura informou que, segundo o Departamento de Vigilância em Saúde, os materiais foram encaminhados ao Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (LACEN-RJ). Dos cinco casos investigados, um deles teve contato direto com pessoa diagnosticada com a doença e os outros quatro possuem histórico de viagem internacional (Itália, EUA, Portugal e Espanha). Todos passam bem e estão em isolamento domiciliar. (continua após a publicidade)

Foto: Reprodução

No Noroeste Fluminense, um caso é investigados em Miracema. A Secretaria de Saúde do município enviou amostras de dois casos para o LACEN-RJ na última sexta-feira (13), e um deles deu negativo. Em Santo Antônio de Pádua são quatro casos suspeitos. Segundo a Secretaria de Saúde do município, os pacientes estão em isolamento domiciliar, sob avaliação diária e com quadro estável. Já em Itaocara, apenas um caso é investigado. Segundo a secretária de saúde, Cátia Andrade, a paciente é uma idosa de 60 anos que participou de um cruzeiro e retornou para o município no último dia 08. Ela deu entrada em uma unidade de saúde da cidade com sintomas de resfriado e um pequeno esforço respiratório. Ainda segundo a secretária, a pasta está orientando as outras 12 pessoas, que também fizeram o mesmo cruzeiro, a ficarem em casa. Essas outras pessoas não apresentaram nenhum sintoma até o momento. (continua após a publicidade)

Já na Região Serrana, o município de Nova Friburgo tem o maior número de casos suspeitos entre as cidades citadas. O boletim divulgado nesta quarta-feira (18/03) pela Prefeitura aponta que são 24 pacientes com suspeita da doença: 12 mulheres e 12 homens, entre eles uma criança com idade entre 1 e 4 anos, e duas com idade entre 5 e 9 anos. Outro paciente tem idade entre 15 e 19 anos; quatro tem entre 20 e 29 anos; dois tem entre 30 e 39 anos; cinco entre 40 e 49; três entre 50 e 59, e dois 60 anos ou mais. A idade dos demais não foi informada. Três estão internados, sendo um na rede pública e dois na rede particular, e os demais estão em isolamento domiciliar. Ainda segundo a Prefeitura, sete desses casos tiveram contato com pessoas que viajaram; três tiveram contato com caso suspeito; quatro tem histórico de viagem; um reside no exterior e um teve contato com pessoas que residem no exterior; dois não possuem histórico de contato, e seis estão em investigação. Em Cordeiro, também na Serra do Rio, são cinco casos suspeitos. Os quatro pacientes seguem sendo monitorados pela equipe técnica da vigilância em saúde da cidade, que segue o os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado e Saúde (SES). Na semana passada, a Prefeitura divulgou que os dois pacientes com suspeita da doença tinham histórico de viagens para países com casos confirmados. Dessa vez, a Prefeitura não divulgou outras informações.

Mais do SFn