quinta-feira , 18 abril 2019

CPI que investiga serviços prestados pela Enel e Light quer saber sobre aumento de tarifa CPI teve maior motivação as diversas queixas em relação à péssima qualidade dos serviços e ao aumento no valor das contas

CPI teve maior motivação as diversas queixas em relação à péssima qualidade dos serviços e ao aumento no valor das contas

Fotos: SF Notícias

A CPI instalada na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) para investigar irregularidades na prestação de serviços das concessionárias de energia elétrica Enel e Light quer saber sobre o aumento no valor das contas.

Nesta terça-feira (02/04) aconteceu a segunda reunião da CPI. Ela serviu para definir o cronograma das próximas audiências públicas. Diante da quantidade de reclamações dos clientes, a comissão quer saber o que foi atendido até agora pelas companhias.

A comissão é presidida pela deputada Zeidan Lula (PT) e tem como vice-presidente e relator, respectivamente, os deputados Jair Bittencourt (PP) e Max Lemos (MDB).

“Esta CPI teve com maior motivação as diversas queixas que temos recebido, já há muito tempo, em relação à péssima qualidade dos serviços e ao aumento no valor das contas. Queremos saber qual foi o investimento feito em infraestrutura pelas empresas e verificar a legalidade do aumento tarifário, principalmente neste verão”, afirmou a deputada Zeidan.

Os deputados Bruno Dauaire (PRB), Fábio Silva (DEM), Jorge Felippe Neto (PSD) e Monica Francisco (Psol) são membros suplentes da comissão. Os deputados Dionísio Lins (PP) e Gustavo Schmidt (PSL) são suplentes.

“Estamos recebendo várias reclamações de consumidores insatisfeitos com os serviços e os valores cobrados e no interior do estado não é diferente. Por isso propus à presidente, deputada Zeidan, que fosse criado um número de WhatsApp para que a população possa denunciar todos os desmandos das concessionárias”, postou Bruno Dauaire em seu perfil no Facebook.


Mais do SFn