terça-feira , 22 outubro 2019

CPTEC alerta para baixa umidade do ar em Pádua, Itaocara, Cambuci, Aperibé e região Tempo seco e baixa umidade dificultam a dispersão de gases poluentes, provocam o ressecamento das mucosas das vias aéreas, tornando a pessoa mais vulnerável a infecções virais e bacterianas. Baixa umidade também favorece o aparecimento de alergias, além de provocar cansaço e indisposição

Tempo seco e baixa umidade dificultam a dispersão de gases poluentes, provocam o ressecamento das mucosas das vias aéreas, tornando a pessoa mais vulnerável a infecções virais e bacterianas. Baixa umidade também favorece o aparecimento de alergias, além de provocar cansaço e indisposição

O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) colocou municípios da região – Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Itaocara, Miracema, Cambuci e Itaperuna – em alerta para baixa umidade do ar nesta quinta-feira (12/09). De acordo com o órgão, grande parte dos municípios deve ter índices de umidade relativa do ar próxima ou abaixo de 30%. O nível ideal para o organismo humano, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), gira entre 40% e 70%. Portanto, os cuidados com a hidratação, principalmente de crianças e idosos devem ser redobrados.

Quando o nível de umidade cai para menos de 30%, os prejuízos para a saúde se tornam evidentes. Podemos sentir dor de cabeça, agravamento de rinites alérgicas, ter sangramento nasal, garganta seca e irritada, sensação de areia nos olhos, ressecamento da pele, cansaço e indisposição. O tempo seco e baixa umidade também dificultam a dispersão de gases poluentes e de fumaças das queimadas, que vêm sendo registradas na região.

Mais do SFn